segunda-feira, 30 de agosto de 2010

História para alegrar o coração...2

Esse post poderia ter vários nomes... “O casamento dos meus melhores amigos” ou “A história que me faz acreditar que ainda há esperança” ou ainda vários outros...mas escolhi o original mesmo então, me perdoem a “falta de criatividade”

A Claudia e o Leandro são meus amigos há quase cinco anos, acho eu. Não tenho muita noção de tempo. Conheci a Clau quando eu dava aula no CNA. Ela entrou para ser a nova coordenadora e confesso que, no começo, acho que uma não ia muito com a cara da outra. Um episódio no trabalho bastou para que, de uma conversa madura, nascesse essa amizade que – sim!, apesar de comentários – é sincera. Hoje ela é uma amiga muito querida que me está sempre por perto, apesar da dificuldade em nos encontrarmos. Mas ela sabe que mora no meu coração.

Bom,vamos ao que interessa...

A Clau e o Leandro se conheceram aos 16 anos por uma obra do destino...ele tinha sido reprovado no primeiro ano (baaaad,Lê...veeery baaad) e a Cláudia tinha sido expulsa da outra escola (casal punk? Não...imagina...)

Pausa para o PS: Cauê e Morgana...se vocês forem expulsos ou reprovarem na escola eu sou testemunha de que brigas e castigos não poderam existir, afinal...olha a genética!!

Enfim...os dois acabaram estudando na mesma sala e a amizade começou. Amizade mesmo, sem atração por nenhum dos lados. Passagem de tempo.... um ano depois ele fez um churrasco para apresentar a namorada dele. (Comentário da Clau: mega patricinha, sobre a menina...). Sabe aquele filme da Julia Roberts, “O casamento do meu melhor amigo”? Acho que deve ter sido parecido porque quando ela conheceu a menina, a fulana a abraçou e disse que seriam melhores amigas porque o Leandro só sabia falar da Claudia. Mini passagem de tempo. Término do churrasco, a menina vai embora e sobram Claudia e Leandro. E a bebida,claro. Os dois, movidos pelo alto teor alcoólico e – análise minha – paixão reprimida, acabaram juntos. (Leia-se: foi a primeira vez dela!).

Relato da Clau: No dia seguinte, depois de dormir no quarto da irmã dele, ela acordou e percebeu duas coisas:

1 – Ela amava o Leandro
2 – Ela ia se magoar

Para resolver a situação, ela brigou com ele. Ele mudou de escola. Eles ficaram cinco (CINCO!!!!) anos sem se ver. Nesses cinco anos ele ficou com ela,num relacionamento iô-iô. (Já escrevi sobre isso. Clique aqui para ler). A Claudia, nessa fase, ficou com todos e não ficou com ninguém. Mais ou menos por aí mesmo... segundo ela, virou Samantha. Maaaaas...cada vez que escutava “So far away”, do Dire Straits (música deles), ela se lembrava do Leandro.

Em 2002,no segundo jogo do Brasil na copa, toca o telefone. Quem era do outro lado da linha?? Leandro. Ele a convidou para assistir ao jogo com ele.

(Pausa para meu comentário: Hello...depois de cinco anos sem contato nenhum você chamou a Clau para ver futebol? Ainda bem que deu certo ou então você estariam chorando até hoje...)

Era óbvio que ela tinha medo de se apaixonar novamente. (Minha análise: ela nunca tinha se desapaixonado...o medo era que esse sentimento voltasse, isso sim). Mas foi. Conversaram a noite toda e...

...na semana seguinte ela foi para o Texas, onde ficou devidamente trancafiada escrevendo e-mails para ele. Voltou em Agosto daquele ano. Em novembro os dois compraram apartamento. Se casaram em 2004 (cerimônia indiana, chiiic!). Em 2005 nasceu o Cauê. Em 2008 nasceu a Morgana.

Oito anos se passaram desde o jogo da Copa. E cá estão eles, super felizes!

Isso me faz pensar que nada realmente acontece por acaso. Talvez se tivesse ficado juntos aos 16 anos, não teria dado certo. Talvez eles precisassem de um período afastados para perceberem que queriam ficar juntos. Talvez....são tantos “talvez”.

Fato é que não tem um dia desde que conheci Mr.Right que não me lembra da Claudia e do Leandro. Sempre peço a Deus que essa minha história tenha um final tão feliz quanto a desses dois...


Amo vocês!

4 comentários:

Claudia disse...

belamente escrito, querida. Obrigada pelo carinho. Te amo.

Sara disse...

Que história linda... Que DEUS abençoe SEMPRE essa união e família!!!

Flávia disse...

Vem ca... Vc so tem amigas loiras??? To me sentindo meio que o patinho feio desse blog...(rs)...

marcella disse...

ai que liiindo