sábado, 18 de setembro de 2010

Quem é Mr.Right?

Acho que muita gente que lê meu blog se pergunta quem é o tal Mr.Right. Pelo menos eu acredito que, das mais de 3000 visitas que tive em um mês de blog não são apenas das amigas chegadas que o conhecem. Sei que muita gente que me visita, me acompanha fielmente, mas não tem noção da pessoa que estamos falando. Pensei que um post de “apresentação” pudesse dar a vocês uma noção de quem ele é.

Mr.Right é uma pessoa que teve uma criação parecida com a minha. Os pais são separados, ele tem irmãs, sobrinhos e sobrinhas. Ele não é de São Paulo. É do interior, mas de outro estado. Mudou para São Paulo por causa da profissão. Uma boa chance profissional fez com que ele largasse a família e se aventurasse em São Paulo. Isso, minha gente, faz com que ele se perca dirigindo aqui.

Ele gosta de pescar, tem idade próxima a minha e tem o mesmo signo que o pai da Maria Eduarda. Mas isso não faz dele uma pessoa com a mesma personalidade. Pelo contrário, são opostos. É super organizado, usa um perfume delicioso em duas versões: para o trabalho e para o passeio. Gosta de trabalhar de calça social e camisa, mas se permite uma calça jeans vez ou outra. Ouve a Kiss FM, mas me deixava ouvir outra rádio de vez em quando.

Não gosta de pijama para dormir. Prefere apenas um short, sem a camiseta. Mesmo em dias frios. Aliás, eu “brigava” com ele para que dormisse agasalhado e evitar dores de garganta. Acredita em Deus, é católico e sempre que dormíamos juntos ele me “abençoava” antes de dormir.

Quando ficamos a primeira vez, ele fez em mim o mesmo gesto que o Nicholas Cage fazia na Meg Ryan em Cidade dos Anjos, passando a mão quase sem encostar no rosto dela.

Tem cabelos escuros, olhos escuros, é bem alto e está em forma. Segundo um dos meus amigos gays “é bem gostoso”. Na cozinha, minha função era preparar a comida e a dele era lavar a louça. No quesito bebida, ele sempre escolhia os vinhos e preparava a caipirinha. Aliás, vinhos de uva Moscatel, segundo ele, são os melhores e mais gostosos.

Gosta de crianças e pensa em ter filhos daqui uns cinco anos. Assiste jogos de futebol, mas sem fanatismo. Já deixou de ver um jogo do time dele para irmos ao shopping bater perna.

Fala quando dorme. Muito. Principalmente quando está nervoso. Se mexe bastante também. Chora em filmes tristes e quando fala na família. Diz que quer ser diretor na área que trabalha e busca constantemente essa posição, sem puxar o tapete dos outros.

É tradicional e valoriza os bons costumes. (Por mais incrível que possa parecer, dada a nossa história) Gosta de caminhar, ver filmes e assistir televisão no sofá da sala. Lê sempre a revista Exame.

Caiu de pára-quedas na minha vida, sem avisar e ganhou meu coração...para sempre.

3 comentários:

Areh disse...

Perfeito para você, amiga! :)

Natalia Nadais disse...

Eu o conheci e o ajudei a se perder mais em Sp no dia em que saimos ja que mandei ir na direção errada (eu sou daqui mais tb sou perdida) um fofo, definição para ele, as pessoas que conhecem a Tati viam nos dois um casal perfeito que daria muito certo, fiquei super feliz em ve-los juntos e logo depois a bomba por aqui me deixou muito triste. Mais Tati não desiste que se ele for pra ser seu mesmo é só aguardar os caminhos cruzarem de novo. E cuidado com os Pardais pelas avenidas (não esqueço disso kkkk)

Flávia disse...

Da onde ele veio tem um pra mim???? rsrs...
Muitas coisas em comum... rsrsrs...