domingo, 10 de outubro de 2010

Centésimo post: Para você

Lindo,

Meu coração diz que você lê cada palavra que eu escrevo aqui. No fundo, no fundo, acho que criei essa página justamente para que você achasse e tentasse ver a cada dia que passa, como está meu coração. Nunca pensei em diretamente te contar porque eu sei que você sozinho acharia. Sem querer a gente se acha. Sem querer a gente pensa. Sem querer a gente sonha. Sem querer... foi assim, sem querer, que construímos a nossa história.

Nosso conto de fadas é um livro. Tem princesa, tem príncipe, tem desafio, tem aventuras, tem batalhas...tem direito até a uma mini-princesa que sempre pergunta pelo “titio”. Essa princesinha acha que o titio é o heroi que está viajando, mas que volta um dia para visitar a gente. Nosso conto de fadas não está no final ainda... porque o final é quando o príncipe e a princesa terminam juntos e felizes para sempre. Nosso final feliz ainda não chegou. Não sei quando vai chegar. Mas sabemos que vai chegar.

Essa centésima postagem é para você. Talvez para falar tudo o que eu já falei, mas preciso repetir para que você entenda e – acima de tudo – não esqueça. Estou me expondo na internet porque não tenho medo de dizer para os outros que gosto de você e que meu coração te escolheu para ser a pessoa especial que sempre quis ao meu lado. Não tenho medo de parecer ridícula. O amor nunca é ridículo. Essa postagem – assim como esse blog – é presente para você, para nós. É uma história bonita que estamos dividindo no semi-anonimato (já que todo mundo pode saber quem sou, mas não sabe quem é você) e mostrando que a força de um sentimento supera o tempo.

Hoje não posso falar que vou te fazer feliz porque isso não é possível. Mas um dia eu vou te fazer muito feliz. Um dia você vai me fazer novamente muito feliz. Um dia vamos cumprir todas as promessas que fizemos um para o outro e que não pudemos cumprir. Um dia vamos levar adiante todos os nossos planos que não conseguimos – por falta de tempo – concretizar. Um dia vamos sentar juntos e escrever o post final deste blog. Um post que vai celebrar a nossa vitória juntos. Pode demorar um, dois, dez, cinquenta anos...mas vamos escrever esse post juntos, sentados lado-a-lado comendo um risotto e tomando vinho moscatel. Sei disso, meu coração sabe disso e um passarinho me contou que você também sabe disso. Já te falaram que vamos voltar...que não será fácil, mas que vamos voltar. Já me falaram que vamos voltar. Que nosso destino é ficar juntos. Nada é por acaso...você sempre falou isso e continua falando.

Mas, enquanto não podemos sentar juntos e criar esse último post e abrir um novo blog, escrito juntos e mostrando a nossa cara juntos, vamos ficar aqui, relembrando nossas histórias, nos encontrando em sonhos bons e casualmente conversando pelo computador. É assim que tem que ser por um tempo. É assim que vai ser...

E não esqueça... toda vez que fecho os olhos é pra te encontrar / a distância entre nós não pode separar / e o que eu sinto por você não vai passar / um minuto é muito pouco pra falar / a distância entre nós não pode separar / e no final, eu sei que vai voltar... Nossa música hoje é essa... um dia mudaremos para uma que fale que ficaremos juntos lado-a-lado. Eu prometo. E promessa é dívida.

Você me fez descobrir o amor. Você me fez descobrir a força desse sentimento. Você me fez querer lutar por nós dois. Você me mostrou seu caráter. Você me faz querer que o tempo passe, que eu seja uma pessoa melhor até o dia de ficarmos juntos de novo. Por tudo isso eu repito o que eu já disse: eu te amo e te dei a chave do meu coração...você vai abrí-lo logo... quand pudermos viver isso e mostrar esse sentimento para o mundo.

PS: Você me deve – ainda – um splash de pêra e um de amêndoa...hahaha

Feliz 100ª postagem para todos que têm me lido e obrigada por tudo....adoro vocês!

3 comentários:

Tati disse...

Ai que linda.....

mil beijos xará!!
Tati

Flávia disse...

(Aplaudinho)

Ivy disse...

Sem comentários...que lindo Tati!!!!Verdadeira e intensa essa história, não foi vão.
To ouvindo a música (linda) só podia ser de uma negra rssrsr (pra rir) adoro Negra Li