quarta-feira, 6 de outubro de 2010

A história é sua, a história é nossa...

Preciso confessar que o tema para esse post era outro (sobre e-mails anônimos que mulheres mandam, em homenagem à minha amiga Mari – e ela deixou falar o nome dela), mas mudei de última hora porque recebi um comentário anônimo de uma (dããã) anônima dizendo que era leitora silenciosa, mas por viver a mesma situação que eu, resolveu se pronunciar.

A situação dela tem mais alguns meses de convívio. O Right Guy dela (porque Mr.Right é só meu...hehehe) se casa em fevereiro e eles estão na fase do “precisamos nos separar”,mas não o fazem.

Amiga anônima, estou looooooonge, beeeeeem looooonge de ser a melhor pessoa para te dar qualquer tipo de conselho, mas por outro lado eu estou na mesma situação então posso dizer que te entendo. A separação é dolorida, sempre. Pense em divórcios de casamentos que não deram certo? Sempre tem uma dorzinha aqui ou ali. Mas, vamos combinar, é mais fácil terminar quando uma das partes não se gostam mais. No seu comentário você diz que os dois se gostam e que você está preparada para terminar tudo em janeiro.

Posso te contar uma coisa? Você não está preparada e nem vai estar...eu achava que estaria, que saberia levar as coisas...mas não sei. Tem dias que são super tranquilos e tem outros que eu adoraria fazer intercâmbio no Alasca. Não podemos. Nem eu e nem você.

A melhor coisa que você faz é seguir seu coração. Siga sabendo que a história pode não ter o final que você espera. Siga pensando que tem um começo, um meio e um fim. E,quando a hora chegar e ele for se casar...bem...aí eu te conto em outro post, porque eu ainda não me tornei um ser tão iluminado te falando palavras de consolo quando eu mesma não sei o que fazer ou falar.

Devo dizer que gostei de você, leitora silenciosa, ter se pronunciado. Quem sabe juntas, numa amizade virtual, a gente possa se consolar e apoiar uma à outra??

Beijos a todos que estão na mesma situação que eu...

PS: Agora é 1:54 da manhã e preciso dividir com vocês que o filme que está passando no Intercine chama-se RATOS e é um LIXO!!!

3 comentários:

IdéiaSubstancial disse...

Complicada a situação não é mesmo? Mas tudo vai se resolver da melhor forma... Beijãooo

Claudia disse...

Só o tempo dirá se as escolhas feitas foram as escolhas corretas. Deus sabe do nosso destino (para aqueles que acreditam nele). O que fazer, o que pensar? um dos meus autores favoritos é o Paulo Coelho, e em um livro em especial, Na margem do rio piedra, sentei e chorei, diz: "Conta a lenda que tudo o que cai nas águas deste rio... se transforma nas pedras do seu leito. Ah, quem me dera que eu pudesse arrancar o coração do meu peito e atirá-lo na correnteza, e então não haveria mais dor, nem saudade, nem lembranças"
"Eu lembro-me do meu instante mágico, daquele momento em que um "sim" e um "não" podem mudar toda a nossa existência." "Talvez o amor nos faça envelhecer antes da hora e nos torne jovens quando a juventude já passou. Mas como não recordar aqueles momentos? Por isso escrevia, para transformar a tristeza em saudade, a solidão em lembranças. Para que, quando acabasse de contar a mim mesma esta história, a pudesse lançar no Piedra - assim me tinha dito a mulher que me acolheu. Para que então - as águas pudessem apagar o que o fogo escreveu."

Flávia disse...

É dificil de acreditar que em dias como os de hoje ainda ha mulheres linda como a Tati e a moça em destaque (acredito ser linda) ainda passe por essa situação. Meninas sei que nao escolhemos por quem nos apaixonar, mas tentem, a partir de agora, tomar cuidado com isso, para nao sofrerem mais. Vamos tentar fazer deste blog um blog de boas experiências. rsrs...