sexta-feira, 22 de outubro de 2010

(IN)segurança



Antes de começar o post,melhor esclarecer:

1-Eu acredito no casamento, quando ele acontece por um único motivo: amor
2-Eu acredito que casamento de verdade não é aquele que acontece com festa e vestido, mas quando duas pessoas se unem para construir algo maior juntos.

Pronto.

Apesar de toda confusão recente – e todos os milhares de comentários recebidos – pensei em fazer uma homenagem geral. Nomes não serão citados,mas cada um saberá se reconhecer.

Tenho amigas casadas, solteiras, namorando, enroladas e encalhadas. Todas são felizes ao seu modo. Todas riem, choram, ficam bravas, fazem compras, se arrumam, comem chocolate... vivem. Independente de terem ou não um homem ao lado delas. É isso que quero dizer quando falei que casamento não traz felicidade.

A felicidade é resultado do seu estado de espírito e o modo como você leva a sua vida. Eu sou feliz. Poderia estar mais feliz e realizada se tivesse ao meu lado a pessoa que tem meu coração. Mas o fato de não estar ao lado dele não me faz infeliz. Engano de vocês se pensam que passo os meus dias chorando ou trancada dentro de casa. Não. Eu preciso viver. Eu sou feliz assim. Mas o post não é sobre isso.

Percebi em alguns comentários que só somos felizes casando. E quem é que disse que casamento é igual a felicidade? Pensem só... hoje em dia, concordo, ninguém deveria se casar por nenhum outro motivo que não seja o amor. Maaaaas... a coisa, na vida real, não acontece exatamente assim. Explico.

Engravidei aos três meses de namoro e vivi um casamento com o pai da minha filha. Foi por amor? Não, foi porque engravidei. Eu não amei o pai da minha filha, no entanto me casei com ele. Outras pessoas casam porque honraram um compromisso com a família. Outras de casam por medo de ficarem sozinhas. Outras, por querer usar um vestido branco e fazer uma festona. Pensem comigo: de todos os exemplos acima, qual é o que tem chance REAL de dar certo (e isso eu me incluo). Para mim a resposta é simples: NENHUMA. Quer dizer, pode durar por um tempo...mas a chance de ser para sempre é quase nula. Uma hora uma das partes vai querer correr atrás da felicidade.

Por outro lado, os casamentos que acontecem por amor, esses sim dão certo. Porque aconteceram pelo motivo certo. Duas pessoas que se amam e querem construir e levar a vida juntos. Essa é a beleza e a mágica dos relacionamentos. Esse é a razão de querer estar com alguém: amar essa pessoa. Amar com todos os defeitos, amar com todas as qualidades. Amar...independente de tudo. Essa é a fórmula do sucesso do casamento. E a beleza de todas as histórias de amor.

Os comentários que recebi mostraram pessoas que vivem lindas histórias e pessoas que se escondem atrás do estado civil CASADA. Essas pessoas são infelizes,mas mostram para a sociedade (que eu ainda acho que supervaloriza o casamento) que estão encaixadas no perfil.
Por isso digo: prefiro ser feliz, mas fora de um contexto social a ser uma pessoa amarga e que perde tempo discutindo no meu blog. E, para todas vocês que fazem isso, cuidado...o tempo voa!

6 comentários:

Dani disse...

A felicidade não deveria ser baseada em coisas/pessoas que podemos perder.

Sara disse...

Já assistiu "Comer, rezar e amar"??? Fala bem disso, que o casamento não é sinônimo de felicidade, ela estava casada mas infeliz... O AMOR é sinônimo de felicidade!!!

Embora eu seja casada e muito feliz, mas somos felizes porque nos amamos, não vivemos de aparência, vivemos de amor, amizade, cumplicidade, companheirismo, enfim, o amor é a base de tudo.

Agora, uma frase p/ descontrair: Seria "Comer, Rezar e Amar" a versão feminina de "Beber, Cair e Levantar" ??? rsrsrsrs

beijos

Camilinha Pavan disse...

Nossa a Sara tirou as palavras da minha boca.
Comer, rezar e amar. Ela se libertou de tudo isso e foi viver a vida. Foi o filme mais lindo que já viiiiiiiii!!!
E Tati, concordo super com vc, o casamento só dura se tiver amor, se for forçado dura pouco tempo. P/ mim, um tem que complementar o outro e principalmente ADMIRAR e é isso que faz a diferença em um relacionamento.
Mil beijosssssssssssssssssssssssss! amooooooooooooooo filosofar.

Anônimo disse...

Aiai,não sei nem como começar esse comentário...Por um lado eu podia me "apresentar" (apesar de anônima), e dizer que eu tenho 23 anos, pouca experiencia amorosa (em termos quantitativos,pelo menos...) e um loooongo namoro mto do conturbado,cheio de idas, e vindas e atitudes bizarras de ambas as partes. Eu podia tb discorrer sobre a minha opinião a respeito do casamento, afinal eu não acho q "amor" seja a palavrinha mágica q faz tudo dar certo.Acho q vc pode casar com amor o qnto quiser e no fim não dar certo do mesmo jeito...Casamento não é fácil, é antes de mais nd comprometimento...mas acho q casamentos sem amor podem durar, só não serão tão felizes...não passarão de um acordo,um contrato meio frio. Pelo jeito é esse o casamento q o Mr. Right estará entrando...sinto bastante por ele,devo dizer.
Mas talvez o principal a dizer seja: encontrei seu blog por acaso,ontem, e ja li todas as postagens. Foi tão estranho qndo olhei para o relógio e vi que hj é dia 22!! Me senti triste,torcia tanto para que a história estivesse diferente! Enfim, vi a polêmica nos comentários e devo dizer q de fato,é dificil julgar sem saber (na verdade,é injusto julgar em geral, ainda mais pq eu não posso me considerar um exemplo,hehe),mas dá uma impressão mto triste de q "aiiiiii,q cara cafa!!" ...vc toda derretida falando q ele presta e eu só conseguindo pensar "presta nd,amigaaaa,ele tah traindo! Traindo a outra com vc, e traindo vc com ela!!"...Parece tão injusto q enqto vc tá sofrendo ele tá lá com a outra! Não adianta ele agir como se não...Sei lá,incomoda, pq parece uma pessoa tão foda, tão linda,tão corajosa de botar a cara à tapa aqui q merecia VC estar do lado do cara q ama!! E eu não acho q ele não te ame,mas pra ele eh cômodo,sabe...a garantia da sua permanência eterna na espera enqto ele tem ela do lado (pq ok,ele age como se não,mas ele deve gostar dela,pelo menos um pouco!)eu fico achando tão injusto!! E daí eu me toco que OI,EU não tenho q achar injusto e EU não tenho q me meter pq qm sabe é VC. Qm sente,qm chora,quem tá perto e tem as lembranças eh vc! E logo eu,atormentadíssima pelos que dizem sobre o meu relacionamento conturbado (tds são contra,claro...hauihauihia)julgar os sentimentos de outra pessoa?? Qm sou eu??? E daí me ocorreu q sabe...hj era o dia de ouvir coisas especiais então eu digo, de TODO o meu coração: que você lide com isso da melhor forma possível. Se for pra ficar com ele,que você fique e seja a pessoa mais feliz do mundo! Se não for,que você aprenda a se libertar, mesmo que o mantendo sempre no coração. Que vc não fique vivendo em função disso,mas q torne isso uma razão gostosa pra ser feliz.Torço por vc msm não te conhecendo, como torceria para uma amiga próxima. Bom,escrevi demais,né! hahaha,não precisa aceitar esse LIVRO,só queria q vc soubesse que estou emanando mta força e mta felicidade pra vc!! Beijão!!

queen de sapatilha disse...

Tirou palavras da minha boca,amei o post
Passa no:
queendesapatilha.blogspot.com
Se poder seguir ficarei feliz :)

Flávia disse...

É muito complicado esse assunto. Vamos deixa-lo melhor. O que, Tati, vc acha daqueles casamentos de antigamente que eram arrajados? Que - como eles diziam - o amor vem com o tempo. E o pior, vinha. Bora la... Quero saber o que pensa disso... rsrsrs