sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Meu casamento

Não, não estou ficando louca. Eu não vou me casar. Não aconteceu milagre nenhum e nem viajei para Las Vegas e casei com um amigo (Oi Britney?). Mas com essa onda de casamentos, não posso deixar de pensar no meu. Se é que um dia eu vou ter um.

Quando eu morava em Vinhedo minha família se mobilizou para fazer uma festa linda de 15 anos pra mim. Bem tradicional, como mandava o figurino. Minhas amigas, no dia da festa, não cansavam de dizer como a minha festinha estava linda e legal. Sabe o que eu respondia para elas: Espere para ver como será o meu casamento!!

Desde que eu me conheço por gente eu sonho em me casar direitinho, com todas as pompas e honras. Não vou me casar na igreja porque eu não sou católica então não tenho a primeira comunhão, mas quero uma cerimônia “religiosa”. Como eu não sei se isso vai acontecer, vou dividir com vocês como eu penso que seria a minha festa:

Não quero casar na igreja, acabei de dizer. Então penso em uma mansão bonita ou algum espaço de eventos bem bacana. Vi a Mansão Jafet no Ipiranga há anos atrás e me encantei. Adoraria me casar lá. Pois bem.. suponhamos que fosse na mansão Jafet.

Na parte externa seria a cerimônia religiosa. Acho que meu tio Vitché poderia celebrar (ele fez curso de padre – não terminou – e é dono do centro que eu vou) de um jeito semi-religioso. Se ele topasse, claro. Supondo que tope...

Primeiro entrariam as minhas duas irmãs jogando pétalas de flores no tapete vermelho (assim eu realizo o sonho delas de infância que era ser daminha do meu casamento, mas não como daminhas, mas como os casamentos americanos mesmo). Acho que a música pra elas poderia ser Somewhere over the Rainbow.

Depois entram os padrinhos e madrinhas. Eu precisaria de um altar imenso para colocar todo mundo que eu gostaria então acho que o ideal seria: meu pai com a mulher dele, meu paidrasto com a mulher dele, minha mãe com o meu irmão, a Fernanda (madrinha da Madu) e o irmão dela (meu amigão Wando) e tiraria no palitinho uma das meninas para representar o Clube da Lulu. Não saberia escolher uma delas então elas teriam que se matar tirar na sorte e garantir o lugar. Para os padrinhos e madrinhas entrarem acho que uma música boa seria Because you loved me ou Smile, do Chaplin (estou viciada nela). Ou ainda Endless love.

Aí entra o noivo (que tá complicado de achar...). A música do noivo eu deixo ele escolher. Mas se ele aceitar sugestões eu diria que pode ser All I ask of you, do Fantasma da Ópera.

Daí entram as minhas primas Bruna e Giovana de daminhas (isso porque elas querem...mas sem carregar nada, apenas bouquets). A música seria da Bela e a Fera. (Disney, patrocina meu casamento?). Minha prima Giulia pode entrar junto, mas não acho que ela toparia.

Aí...entro eu!! Ao som de Aleluia. Mentira...mas seria bem adequado porque, provavelmente, é o que eu vou pensar na hora. A música de entrada seria uma que eu esqueci agora... acho que é carruagem de alguma coisa. Quando eu lembrar, faço um mini post.

Aí o blá blá blá religioso e vem a parte das alianças. Essa hora é fofa! A Maria Eduarda entra com as alianças. Eu poderia por a Mel junto mas acho que não daria certo. A música dela certeza que seria da Disney. Pequena Sereia, talvez. Não sei. Ela merece uma música especial.

Passa isso e vem o beijo. Posso radicalizar? Tinha que ser aquela Kiss me...mas nao rola.Então pode ser a You will be in my heart mesmo. Acho bonitinha. Depois do beijo vem os cumprimentos. Aí vai I don't wanna miss a thing ou I finally found someone.

E depois eu saio com o noivo e tocaria a nossa música (que obviamente eu não sei qual é porque estou longe de ter um noivo).

A festa eu não vou contar porque o post vai ficar tão grande que ninguém vai terminar de ler. Mas será beeeem legal. Se acontecer um dia, claro.

Enfim...sei que as músicas eu vou mudar. Sei que pode ser que eu mude a cerimônia inteira mas, se um dia eu casar, espero que seja como eu sempre quis.

Ou então, se o noivo não quiser essas coisas de casamento, façamos como a Carrie...vamos ao cartório, sussurramos nossos votos um no ouvido do outro e partimos para um almoço com amigos. Simples e com o mesmo significado especial.

Para mim hoje, o que importa, é que seja com a pessoa que tocou meu coração... independente de quem, como e quando. Mas que seja the right one.

6 comentários:

Isis Coelho disse...

Realmente TAti!!!! Você sempre quis casar! SEMPRE!
E não se preocupe. isso vai se realizar.

Eu, ao contrário, nunca quis festa, cerimônia. mas tenho ido a tantas festas de casamento, que tem me dado uma vontadezinha!!!! hahahahahahahahaha

Beijos minha amiga!

Claudia disse...

Uma graça esse post. Vou postar sobre o oposto na Vaquinha- as coisas bregas de casamento. Rs. Bjs.

eusoqueriadizer disse...

Nossa Tati, eu moro no Ipiranga desde q me conheço por gente... Conheço essa mansão há anos luz e meu sonho é fazer uma festa lá! rs... Mas não era bem a festa de casamento, poderia ser uma festa de aniversário de arromba mesmo! rs
Sei lá, por mais q lutemos contra essa história de festa, sempre fica no fundinho uma vontade né???
Não igreja, pois tb não sou católica, mas uma casa na praia pra mim seria perfeito!

Bjusss

Sara disse...

Ah, Carrie...ops digo Tati rs rs, é incrível como suas histórias me lembram Carrie Brads, vou torcer p/ que encontre logo o amor da sua vida e quando encontrar ou reencontrar, poste aqui viu rs... Quero um final feliz!
bjo

Nathalie disse...

Hahaha... morri! Sério, tive que me segurar porque quase voou sprite pra tudo quanto foi lado aqui... Tati, vc é ótima.
Olha, tá muito bonita sua descrição heim... espero ser convidada para esse casamento!
Sabe que eu nunca fui de querer casar (trauma da infância, será?) Mas... acho que se tudo que eu quero e planejo der certo logo mais apareço por aqui com um marido americano hahahahahahaha... afinal, os fins justificam os meios, não? :)
Bom, se for esse o caso já sei pra quem devo ligar na hora de planejar a festa e a cerimônia... aguarde meu telefonema amiga!
Beijoss

Flávia disse...

Casamento... Pra mim algo muito serio para se brincar. Quero tbm Tati, que seja com alguem mais que especial. Que seja unico na minha vida.
Penso em algo com meu estilo. Acredito casar com alguem com os mesmos gostos que eu, ate porque se nao tiver sem chance de casorio...rs...
Penso em algo com minha cara... Tipo um buteco! Serio mesmo. Decoração de buteco e comes apenas petiscos. Ate porque quero casar as 21h, tarde demais para jantar. Eu acho. Porque ate acabar a cerimonia e se acomodarem ja passou das 22h tenho certeza. (olha eu viajando...rs... por isso gosto tanto desse blog, consigo expressar e lembrar de coisas que adoro)...