quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Sobre pais e filhos...

A Raquel, leitora do "Como agarrar um marido?" pediu um post sobre pais e filhos. O assunto é bem amplo, mas interessante.

Minha mãe sempre me disse que eu entenderia melhor meus pais quando eu me tornasse mãe. Nunca acreditei muito nela, mas sempre me prometi que faria muita coisa diferente quando eu tivesse meus filhos. Não sei bem se estou cumprindo aquilo que prometi, mas garanto a todos que entendi muito mais meus pais depois que me tornei mãe.

Minha filha foi qualquer coisa, menos planejada. Eu engravidei aos três meses de namoro e confesso que foi por burrice. Hoje em dia ninguém engravida "sem querer". As informações estão aí, a proteção está ao alcance de uma farmácia, ou seja, só engravida quem é burro. Eu fui burra e voilá! Desde o momento que peguei o meu resultado positivo, aborto não passou pela minha cabeça. Talvez pela cabeça do pai da Maria Eduarda, mas não pela minha. Fui em frente. Se soube fazer, saberia cuidar.

Fato,pessoas, é que na teoria é tudo lindo. Eu pensei que poderia conseguir a minha família "Doriana" e a coisa não foi bem assim. Não foi nada assim,aliás. O pai da minha filha e eu não nos entendíamos mais e tudo desandou. Meus pais foram maravilhosos e sempre estiveram ao meu lado, mesmo não concordando com muitos dos meus passos.

Quando a Madu nasceu, instantaneamente eu pude entender toda a proteção, zelo e - às vezes - excesso de cuidado que meus pais tiveram comigo. Hoje eu entendo as chatices, os nãos, os castigos...entendo tudo. Acima disso, eu penso que foi o que puderam fazer de mais precioso por mim.

Para todos os pais...obrigada por acertarem e errarem conosco. A gente realmente acredita que vocês tentavam sempre acertar!

Para os filhos...cuidado... um dia vocês poderão assumir o outro lado do papel. E é aí que o bicho pega...

5 comentários:

Accácia disse...

Olha...não pude ler mais sinceridade do que esse seu post!
Adorei!
Realmente,qd somos filhos não vemos as dimensões que tem nossas escolhas...basta nos tornar pais que a coisa muda de figura!
Ontme mesmo disse isso ao meu filho,de 17 anos!
O tempo pasa mas os pais são sempre os mesmos...
Beijo!

Tati disse...

Ai xará....vc não tem noção como adoro ler seus posts...vejo muita sinceridade e parece que estou ouvindo vc contar. É muito gostoso o jeito que vc escreve.
E não tenho filhos ainda, mas pretendo ter loguinho,mas já concordo com tudo que disse. E acho que entenderei melhor quando tiver.
E com certeza concordarei mais com minha mãe, depois que tiver o meu, né?
beijos mil
Tati

Isis Coelho disse...

É amiga. Eu não tinha ideia do quanto entenderia minha mãe até a Amelie chegar por aqui. É incrível, não?

Mas é assim mesmo. Agora a gente sabe que nossas filhas vão nos odiar, amar, ter vergonha dos nossos atos, vão querer fugir pra casa da vó, mas só vão nos entender quando tiverem os seus.

Amo vc ta

beijos

Zi e Amelie.

IdéiaSubstancial disse...

Oi querida nossa adorei esse post, pai e mãe tem um instinto né? Quando eles falam o melhor é escutar pra não quebrar a cara hehehe... Parabéns pelo post! Bjãoooooooo

Flávia disse...

Ai ai ai, nem me fale.
Acho que vou pagar todos os meus pecados. Ainda bem que nao são muitos. rsrs...
Mais deixo o comentário depois que isso contecer. Ai sim, vou poder falar de verdade se o bicho ta pegando...hahahaha...