sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Bonequinhos de Luxo

Esse post é inspirado na conversa telefônica que ouvi no ônibus ontem, voltando para casa.

(Pausa para um comentário:nunca tinha visto barata em ônibus...até ontem. Tinha uma giga barata ao meu lado e eu fiz um pequeno escândalo)

Tenho na minha cabeç - e acho que todo mundo tem também - uma imagem construída da mulher ou do homem ideal. Pensamos nas características físicas, nas psicológicas, no que a pessoa trabalha, como se veste e por aí vai. O problema é não saber separar a construção da realidade. Sim,porque a pessoa que pode estar com você não vai ser 100% fiel ao que você idealizou.

A conversa de ontem era entre um casal. A mulher reclamava horrores sobre as críticas do rapaz. Até considerações sobre o uso de esmaltes escuros nas mãos e nos pés foi discutido. Ela estava indignada porque - acho eu - ele não queria que ela usasse esmaltes vermelhos nos pés. Aí ela começou um discurso sobre a ex-namorada dele e a conversa fluiu por quase meia hora. Até que os créditos da moça acabaram e ela não pôde mais conversar.

Fiquei seriamente pensando nisso...em como queremos mudar a pessoa que está ao nosso lado. As mudanças podem ser simples como um corte de cabelo. Mas são mudanças. A gente quer porque quer atingir o máximo daquele padrão idealizado. Não condeno isso. Acho que é natural do ser humano. Mas aí pode ser que a gente deixe passar gente bacana por bobagem. Explico: eu tenho 1,58. Uma nanica. Gosto de homens mais altos. Tá bom que, mais alto do que eu não é difícil achar. Mas se vejo que a altura tá quase como eu de salto, eu acabo nem dando muita bola para a pessoa. Tá certo isso? Não. Mas é natural do ser humano.

Precisamos começar a repensar isso. Vi uma vez, num Sex and the City, um homem comentando com uma das meninas que as mulheres deixam passar pessoas legais porque elas são altas demais, baixas demais, ricas demais, pobres demais, falam demais...demais demais demais. A realidade é bem parecida com a ficçao neste caso.

Chegou a hora de entender que somos pessoas de carne e osso e não bonequinhos de luxo!

9 comentários:

IdéiaSubstancial disse...

Ai vc tem toda razão Tati, eu mesmo tenho desilusão ortográfico amorosa...hahaha se escreve muito errado eu me desencanto na hora mesmo que o cara seja um queridão, tenho que parar com isso, mas é complicado... Me fizeste refletir amora... Bjãooooooo

Afrodite disse...

Oi Tati,
Sobre a barata:
Que nojo!!!
Eu faria um escândalo enorme,e não um pequeno como vc!
tenho PAVOR/NOJO/REPULSA por esse inseto!!

O que dizer sobre o que vc presenciou?
Que no mínimo a pessoa em questão(o namorado) era imatura!
Onde já se viu discutir por causa da cor do esmalte?!
Já percebeu que conforme amadurecemos as pequenas coisas deixam de ser importantes?
Acho que sobre as escolhas serem tão exatas,isso passa com o tempo!
É claro que nosso gosto sempre há de prevalecer aqui ou acolá,mas deixa de ser fundamental!
Nessas horas que eu vejo como é bom envelhecer(embora certas horas discorde totalmente...rs..rs..).
Amadurecimento vem com o tempo,com as experiências vividas,qd o temos não perdemos tempo em relações infantis,que parece ser o caso.
E homens(vamos combinar?)pra amadurecer levam mais tempo que nós,certo?
Há uns dez anos eu queria mudar o mundo!E não me encaixava em lugar algum.
Hoje,mais humilde me dou por feliz com as pequenas mudanças que consigo realizar EM MIM!
Ninguém muda ninguém!As pessoas mudam quando sentem necessidade disso.
A gente aprende essa dura lição também com o tempo.
Pena que não dá pra amadurecer mas permanecer com o rostinho(e corpinho) dos 20 anos!
Seria a oitava maravilha do mundo!!
Beijo,
Afrodite

Isabela Bonfim disse...

Por incrivel que apreça, ainda tem muita gente que acredita que vai conseguir mudar o parceiro ou a parceira e está com essa pessoa pelo que ela pode ser e não pelo que ela realmente é.. triste isso.

Paula disse...

Tati,
Verdade pura! Tinha uma época extremamente tropical e praieira da minha vida que eu achava que o meu Mr. Right tinha que ser bronzeadão com cara de amante latino. Acho que às vezes a gente amplifica os fetiches! hahahahaha...

É bobagem isso... depois Nossa Senhora dos Espartanos me mandou um moreno (branquelo) de olhos verdes. E engraçado q hoje eu acho mto mais atraente esse tipo.

Adorei o post!
bjs
http://www.rodasdenotape.blogspot.com/

Julia disse...

Tati!!! Tudo verdade!
e sobre a barataa!! Tenho pavorrrr! Iria afzer um escandalo tambémmm!!!
bjss

www.blogdajupenedo.com

Nai disse...

Tati,
Pensei que era só eu que escutava conversas alheias,rsss
Eu escuto as frações na rua as vezes e fico imaginando como deve ter terminado a história.
Mais isso é verdade, idealizamos demais... Meu tipo sempre foi: Inteligente, divertido, sem filhos e acima de 1,95m (eu sou grandona 1,80m), acontece que quando conheci meu marido, pensei:
Que cara bacana pena que é baixinho,rsss (1,75m)
Acabou que depois de um tempo além de baixinho tinha filho, e ex pimenta malagueta, tentei de todas as formas correr, mais não tinha mais jeito!!!!
Ainda bem.

Super beijo

Bruna disse...

Nossa discutir a relação no bus é porque a coisa tá feia..rsrs.
bjos

http://wonanchic.blogspot.com/

Taciana disse...

Tati!
Eu já vi uma barata no ônibus também, mas não fiz escândalo não, só levantei os pés, anotei o número e a viação, e mandei email para o SAC.
É, até parece que eles me responderam!

Anyway, tem um livro guardado de presente aqui para vc, tati, e com esse post eu tenho certeza que fiz a escolha certa, hahahahaha. E para dar uma dica: é por causa do seu comentário sobre salto alto x garotos baixos!

bjs!

Flávia disse...

rs...
Falar sobre isso incomoda muito gente.
Acho completamente absurdo vc querer mudar alguem. Se nao gosta do jeito da pessoa termina. Simples assim.
Depois de um certo tempo de vida e experiencias comecei a ficar mais pratica. Me arrumo pra mim. Fico bonita pra mim. Nao para os outros.
Essa moça era novinha? Pq acho que esse tipo de coisa acontece mais com casais novos. Agora me diga: Que mal tem em pitar as unhas dos pés de vermelho? Pra que uma discussão sobre isso? Pra que brigar por coisas que so vão levar ao termino? Tudo isso uma hora cansa.
Nao sei pq lendo esse post me lembrei do filme A verdade Nua e Crua. Esse filme é muito bom. Recomendo. E Tati, se nao viu veja. Pode ate virar Bonequinha de Luxo - Parte II. hahaha...