quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Maria qualquer coisa...

Acho engraçado o tipo de relacionamento que a mídia mostra. Tem de todos os tipos...aqueles verdadeiros que a gente adora morrer de inveja, tem os bizarros que a gente quer fugir, tem os superficiais e tem aqueles que a gente morre de rir. Esses,então, tem aos montes...

Não me lembro em qual dos mil sites que visito pipocavam notícias sobre namoradas de jogadores de futebol. Nossa Senhora da Bicicletinha sem Freio! O que tem de gente que é craque em conquistar jogador não está escrito no gibi! E todas fazem juras de amor eterna...! Daí a gente vê casamentos looooongos como Cicarelli e Ronaldo, Pato e Stephanie Britto, e casos horrendos como o da Eliza Samúdio.

Fico pensando nos tipos de Maria que vemos por aí...Maria Chuteira, Maria Breteira, Maria Estilista, Maria, Maria, Maria... tanta gente que é especialista em se apaixonar por um mesmo tipo de pessoa. Coincidentemente a pessoa sempre tem (muito) dinheiro.

Eu sempre brinco dizendo que tenho vocação para ser mulher de marido rico, mas jamais me sujeitaria a ficar por alguém apenas para ser provida financeiramente. Não dá. Muito menos pularia de site em site, programa em programa me promovendo às custas de um relacionamento.

Sei que tem gente que vai discordar de mim, mas acho que esse tipo de mulher envergonha a nossa classe. Detesto quando as pessoas generalizam e dizem que somos todas iguais. Eu e mais um monte de mulheres que conheço não somos assim. E nos recusamos a ser.

Viver à sombra de alguém? Só se for da minha própria...

6 comentários:

Viviane Tassi Brabos disse...

Concordo com vc Tati. Não consigo entender alguém que fique horas na internet procurando um marido, uma pessoa que nem viu, não conhece, não sabe como é sua personalidade. E nós, pagamos o pato né, hahaha, sem trocadilho, por mulheres que se submetem a isso.

Bjão

TERCY disse...

Nossa arrasou…adorei o seu blog…continua assim *

eu já sou sua seguidora!
Beijao enorme


Se kiseres passar pelo meu blog…e já agora…seguir-lo tambem:

http://pigmentosrosamakeup.blogspot.com/

Viviane disse...

Pois é, Tati.. essa moda só pega nas mulheres que se tratam feito objeto, e estas existem aos montes.. mas também conheço mil mulheres que não são assim, e isso me faz ainda ter fé nas pessoas. Quem se mostra apenas como pedaço de carne merece ser tratada assim, viu..
Bjo!

http://euvivointernetando.blogspot.com

eusoqueriadizer disse...

Esse tipo de pessoa deveria possuir um gênero a parte, não ser classificada como mulher, pq mulher de verdade minha amiga, é aquela q acorda cedo, trabalha igual louca, cuida de casa, de marido e filhos, se diverte, sai com as amigas e ainda por cima sorri! Está sempre ocupada mais sempre arranja um jeitinho pra fazer a unha...

Isso sim é MULHER... O resto é a escória...

Simplesmente tenho pavor desse tipo de ser...

Bjusss

Flávia disse...

Tati, Tati, Tati... Vc se esqueceu da principal e mais concorrida Maria. A Maria Gasolina! Esse sim tem e tem de monte. E confesso que a grande maioria da mulherada tem um pouco dessa Maria que vai ficar pra historia. rsrs...
Também nao gosto de se comparada, por pessoas que generalizam. Nao tem opinião entao nao fala. rs... (cavalinho na tela...rsrsr...)

Paula disse...

Falou tudo...
É como eu sempre digo: não honram a corporação! hehehe...
bjs