segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Superação

Eita palavrinha cheia de informação essa... SUPERAÇÃO: tem SUPER e tem AÇÃO. Acho que é porque a coisa é nem por aí mesmo: superar algo requer uma paciência de espírito fenomenal. É uma super ação mesmo!!!

Terminei, com anos de atraso, de ler "Comer Rezar Amar" ontem, às 2h da manhã. Gostei bastante da história da Liz e da volta por cima dela. Fiquei com inveja em certos momentos. Não sei como ela teve a riqueza de espírito de mandar aquele e-mail para o David colocando uma pedra em cima da história deles dois. E adorei o final com Felipe, o brasileiro. Adorei o livro e agora vou ver o filme. Maaaas...sempre tem um mas.

Mas eu acho que não é todo mundo que consegue o que ela fez. Acho muito mais fácil esquecer de uma história de amor quando se está em um novo país, com culturas diferentes. Vai tentar fazer isso na rotina do seu dia-a-dia para saber se é fácil e prazeroso!

Eu confesso que não cheguei nesse ponto iluminado e esses dias doentes me deixaram um pouco pior. Dei cinco passos para frente e seis para trás. Ontem não consegui deixar de pensar que Mr.Right está voltando logo mais para São Paulo. Não consigo deixar de querer colocar o tempo lá para frente para saber se estaremos juntos ou se eu simplesmente conseguirei deixar ele ir. E mais, não consigo parar de pensar se ele pensa em mim.

Lendo o livro, penso que preciso de uma super força para essa superação toda. E não sei de onde eu vou tirar essa super força. De um curso na Itália não pode ser. Por outro lado, lembro que disse que eu perdi aquela batalha e não a guerra. Acho que é isso que tenho na minha cabeça...preciso me preparar para o que vem pela frente. Tenho, graças a Deus, uma torcida grande por mim...independentemente do final disso tudo.

É isso... a minha torcida, vocês, são minha força...juntos nós vamos superar todas essas histórias, eu e todo mundo que tem escrito contando seus casos...!

E viva a superação da vida!!!

4 comentários:

Isabela Bonfim disse...

Oi Tati, que bom que voltou! Não li o livro, nem vi o filme, mas estou bem curiosa,prefiro as histórias reais às de ficção. To aqui na torcida por vc! Bjão

Carolina Cunha disse...

Querida, lógico que você vai superar. Lógico que vem aí um futuro repleto de felicidade pra você. Nunca, nunquinha mesmo duvide. Com ele ou sem ele, o que você sente vai passar e um dia você vai rir dessa fase...
Vou deixar uma mensagem pra você: "Se você só olhar pra trás como vai conseguir enxergar o que está a sua frente?" (Tirei do filme Ratatatuille). Não parece muito lógico, neh? Caiu como uma luva pra mim. espero que te ajude também. Beijos e boa semana.

Oficina Chic disse...

Realmente temos que superar certos momentos das nossas vidas.. Não é fácil, mas precisamos!
O livro é ótimo, eu adorei.. O filme ainda não vi, mais estou querendo.
Beijos, Gabi

Flávia disse...

Nao gosto quando leio esses post parecendo com uma recaida. rs... Quando vc conta que pensou nele o dia todo. As vezes tenho vontade de esganar vc. rs... De fazer como o Capitão Nascimento "Pede pra sair!" rsrs... Tati, minha linda, se for pra vc ler essas historias romanticas e ficar sofrendo depois nao rola ne amore. Eu ja resolvi, nao quero mais ver nenhum post que vc diga que esteve triste ou que pensou nele o dia todo e ficou mals. Enfim... Ta avisada!!! Quero que vc use esse blog para passar suas experiências e ajudar a mulherada a como agarrar um marido. Nao é esse o objetivo do blog????

Ps. Peguei pesado? Posso pegar ainda mais. Nao me irrita nao... Ja sabe TMP aguda!!! hahahahaha...