quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Coragem, o cão covarde...



Essa é sugestão da amiga de uma amiga minha. Ela pediu que eu escrevesse sobre "homens babana", mas eu prefiro chamá-los de "Coragem,o cão covarde". Sim, como naquele desenho. Aquele cachorrinho que na hora H sempre amarela por medo. Quantos e quantos homens que conhecemos não são assim? Ou pior...quantos e quantos dele se acomodam à uma situação que não gostariam apenas por comodismo, medo ou...falta de coragem?

Fiquei pensando nos homens que eu conheço. Graças a Deus, conheço poucos exemplares desse tipo de homem, mas infelizmente os que eu conheço foram os que eu já me relacionei. Já tive carinha que falou comigo que não tinha coragem de seguir em frente por medo, por causa do meu pai, por não querer correr riscos. Aí eu penso: não quer correr riscos? Morre e volta para o céu (ou inferno, como queiram). A gente acorda dando a cara ao tapa para o mundo e a maravilha de viver está justamente nisso!

Tem homem que deixa passar por aí um monte de mulher interesante por medo de se machucar, medo de machucar a outra pessoa, medo do que os amigos podem pensar, medo do futuro, medo do envolvimento. Medo. Uma palavrinha de quatro letras que consegue dominar o ser humano por completo. Assim como existem mulheres que param a vida por essa palavra.

Sim,pessoas, eu também tenho meus medos. Morro de medo de avião,por exemplo. A última vez que viajei (uma viagem de duas horas, para Cuiabá) eu tomei 120 gotas de Dramin para embarcar. (Sentiram o medo,né?) Tenho medo de morrer e deixar todo mundo que eu amo. Tenho medo de aranha. Tenho medo de perder pessoas queridas de modo trágico (e não trágico também). Mas eu não tenho medo de viver. Não tenho medo de mostrar quem eu sou (mesmo sabendo que isso pode não agradar a todos). Não tenho medo de mostrar o que eu sinto. Não tenho medo de me jogar de cabeça em uma situação se achar que vale a pena. O medo para a vida das pessoas e ninguém pode viver parado. Quando você deixa o medo te dominar, ele vira uma outra palavra: pânico. E aí, consertar o pânico é muito mais complicado. Aja campanha contra ele.

Meu pai, de todas as coisas sábias que já me falou, sempre defendeu a ideia de que viemos ao mundo para ser feli. Não precisamos correr atrás de outra coisa a não ser a nossa felicidade. E a felicidade mora em muitos lugares e dentro de muitas pessoas. Para ir atrás dela é preciso ter coragem. Não é fácil ser feliz. Não é simples. Pode ser dolorido. Pode ser um caminho tortuoso. Pode ser que muita pedra seja chutada no meio do caminho. Pode ser que você tropesse em algumas delas, caia e precise se levantar. Mas o final da jornada é a recompensa: a felicidade.

Meu conselho, minha gente, é simples: adestre o cão covarde que existe em você. E seja feliz!

8 comentários:

Nathalie disse...

Até porque, tudo que é fácil demais perde a graça...
Mas homens banana são o que mais encontrei na minha vida... quem sabe isso muda com o tempo? Seria bom.
E porque que todo mundo que morou em Vinhedo tem medo de aranha, heim?

Isabela Bonfim disse...

Ahh, amei esse post! é verdade, muita gente deixa de ser feliz por medo, o que é uma pena, pois deixa passar oportunidades incríveis. Um beijo!

Viviane Tassi Brabos disse...

Vamos combinar, que esse tipo de homem é mais comum que nota de 1,00, hahaha.

Bjo

Blog do EDU disse...

Tadinhos dos homens....
Ah, as mulheres....
Bjs
EDU (http://edurjedu.blogspot.com

Maria Julia Faria disse...

Adorei Tati, é isso aí!

Beijos

rodasdenotape disse...

Tá com medinho, 02?
Então PEDE PRA SAIR! Hahahahaha...
Eu conheço uns caras assim... mas aos poucos eu vou eliminando essas pessoas do meu convívio! Não gosto de gente mosca morta.
Seu pai tá super certo... no fim é o que resta!
bjs
Paulinha

analice disse...

Menina, é verdade, mas sabe o legal é perceber isso em vc, pois quando a pessoa nao percebe , nao consegue vencer os medos,... eles nos travam... e por isso, é necessario encontrar as causas e armas internas para vence-los e usar tais energias ao seu fazer... tipo o uso do veneno como antidoto...

Flávia disse...

Olha eu aqui denovo!!!! hahaha... Voltei e agora pra ficar... hahaha...

Tati, teacher mais linda da minha vida, adorei o tema MEDO! Nao vou ser muito longa no meu comentário (ate pq tenho mtos para me atualizar rs).
Tenho um certo "problema" com minha altura. Nao é em qualquer lugar que se encontra uma mulher com 1,81m, mesmo nessa geração que estamos, nao é tao simples as pessoas te olharem e nao se assustar logo de cara. Principalmente quando uso meus saltos 15cm rs.
Grande parte dos homens tem um certo medo de chegar em mulheres altas. Sim, as vezes chego em lugares que so tem homens baixos ou com minha altura. Ai ja viu tudo. Posso ser bonita, estar bem vestida, ser simpatica, mesmo assim eles nao chegam. rs...
Ja aconteceu de homens chegarem em mim, sendo menores que eu, e alogiar minha altura, mas mesmo assim nao darem a entrada certa para algo mais. E pior, sinto que é medo dos outros olharem. Ate pq percebo que ficam olhando o tempo todos para os lados para ver o movimento.
E pra falar a verdade nao ligo muito. Ate pq nao tenho problema com isso. Paquero mesmo! Dou encima, jogo xavecos, SEM MEDO de ser feliz!
Por isso homens inteligentes que seguem esse belo blog. Deixem de perder oportunidades e vão conhecer as belas mulheres altas. Olha eu aqui! Linda, solteira, inteligente, simpatica e o mais importante humilde. rsrs... Bjossss