terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Quem não dá assistência,abre a concorrência...

Crédito: D'Lírios







Esse ditado vale para relações hetero ou homossexuais. A oportunidade deste post surgiu há um tempão atrás, de um texto que a Flávia me mandou e de conversas que andei tendo com vários amigos e amigas. E o dito popular é uma realidade: quem não dá assistência, abre mesmo a concorrência.

A coisa é simples: se alguma coisa na relação não está legal, a parte incomodada vai começar a olhar para os lados. E é aí que os problemas começam. Tenho uma amiga que está enrolada com um cara que tem namorada há anos. O cara mora em outra cidade e a visita sempre. Saem, se curtem e ela,claro, está apaixonadinha. Mas ele namora uma outra fulana já tem um bom tempo. Pergunto: vocês acham que se o namoro estivesse 100% perfeito ele estaria com essa amiga minha? Claro que não. O cara do bar, no espaço curtíssimo de tempo que conviveu comigo, me disse uma coisa que achei verdadeira: quando você está satisfeito em uma relação, não há necessidade de uma terceira pessoa.

Fácil assim,certo? Errado. Cada vez mais as pessoas conversam cada vez menos e a falta de diálogo ocasiona os problemas de relacionamento, que ocasionam a insatisfação, que culminam numa traição. Talvez conversar mais com o namorado ou namorada seja a solução para o problema. Ou talvez a relação seja o problema. E aí é hora de repensar se vale ou não estar com essa pessoa. Aonde esse relacionamento vai chegar? Existe um futuro que seja certo e positivo? Ou a relação é baseada no comodismo?

E se a traição é em pensamento? Se você está com uma pessoa e pensa em outra? Como se faz? Pagar o risco para ver os motivos de tanto pensar ou deixar a oportunidade passar por conta de uma relação que, se você pensa em outra pessoa, não deve estar tão boa assim?

Não tenho as respostas para nenhuma dessas perguntas. Na verdade essas perguntas são as que fiz junto com um mundaréu de gente que tenho conversado sobre. E aí que eu resolvi colocar tudo aqui e coletar opiniões.

Quem não dá assistência, abre a concorrência, mas...quem não tem assistência, faz o quê??

11 comentários:

Oficina Chic disse...

Tati, seus posts são demais!
Concordo totalmente cm tudo hehe..
Beijos, gabi

Val disse...

Quem não tem assistência e tem alguém que deveria prestar essa assistência, deve-se pedir um "Cancelamento de Contrato" e procurar alguém que dê assistência, nada de traição isso é cruel... não devemos fazer com os outros o que não queremos que faça conosco.
Tati, já estou te seguindo e adicionei o Blog nos meus favoritosss.
Beijos e Sucessos!
http://www.esquentandooclima.blogspot.com/

IdéiaSubstancial disse...

É complicado sabe Tati pq tem gente que tem muita assistência e mesmo assim sai a procura de outras pessoas e pra diminuir a culpa diz que não tem tudo que queria, são as pessoas que nunca estão contentes com o que tem. Acho que as pessoas precisam aprender a amar de verdade e a conversar mais. Bjãoooooooooooo querida!

Paulinha disse...

Quem não tem assistência grita "próximoooo"! hahahahaha...

Nai disse...

Infelizmente amor e relacionamneto não é uma equação exata, o que dá certo pra X pode não dar para Y.
Em alguns aspectos sou meio caretinha, acho que casamento é coisa séria e namoro é diversão. Mais é tanta coisa que acontece nesse mundo, tanto casamento aberto, tenho amigas que trocam casais e não acham isso uma traição (!) porque elas estão ali ao lado participando, mais se o cara sair sozinho com outra pessoa é traição.... Sei lá, eu ainda sou romântica, em alguns aspectos careta, possessiva demais. Não julgo ninguém, não sei como minha cabeça pode estar lá a frente, mais é hoje eu prefiria colocar um ponto final, ou substituir as peças do tabuleiro, vida dupla, tripla, é muito cansativa e eu tô fora.

Beijus

Dani disse...

Hmmmm.... eu gosto de D.R... para mim elas são sempre construtivas, sabe? Mas se o relacionamento não está valendo nem uma conversa séria, qual é o motivo de continuar? Aí a pessoa vai e mete uma terceira pessoa no meio da confusão...aí tudo fica mais confuso... ai... já disse que eu sou fã da simplicidade? rssssssss

Camilinha Pavan disse...

Tatiiiiiiiiiiinha,
Está rolando um mega sorteio de natal no blog e vim te convidar para participar tbm! www.milipavan.blogspot.com
Um beijão!
Mili

amanda. disse...

adooooro o jeito que vocês escreve *-*
to te seguindo e te esperando no meu blog! ;D
beeijos

Maria Julia Faria disse...

O problema é: a grama do vizinho é sempre mais verde! ás vezes mesmo que a pessoa tenha tudo na relação, ela ainda acha que o namoro do outro é mais legal, que a moçinha do escritório é mais bonita...e por aí vai... A gente tem que parar de olhar para o lado e dar valor no que tem, porque depois que perde, garanto que muita gente chora! Alias, vou contar uma história. Sabado fui no aniversário da minha prima de 8 anos e minha tia estava contando que um primo dela bonitão sempre foi maior pegador, saia com todas, casou, traia a mulher com todas e além disso tinha uma amante fixa! Aí um belo, ou melhor, um horrivel dia a mulher dele descobriu que tinha aneurisma e morreu em uma semana!!! E ele?! Está até hoje com depressão, chorando pela perda da esposa e nunca mais ficou com ninguém... que engraçado né...qnd a mulher tava todo dia do lado não dava valor, agora que ela se foi fica com depressão...vai entender!

Beijinhosss

Bruna disse...

Traição em pensamento ai ai..
Bjos

Flávia Lourenço disse...

Eita assunto polêmico.
Vou pular essa. rs...