terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Um tapinha não doi???

Não, seus mentes poluídas... não estou falando desse tapinha que vocês estão pensando. Safadjeeeeeenhas!

Esse fim de semana eu descobri uma coisa que me deixou muito chateada. Minha filha me contou que a babá estava batendo nela. Assim, do nada. Falou isso não só para mim, mas para mais duas outras pessoas e, para todos nós, contou a mesma história. Fico pensando o que leva uma pessoa a fazer isso.

Não,povo. Eu não sou totalmente contra a lei da palmada, mas eu não espanco a minha filha por qualquer coisa. Ultimamente a Madu, depois de fazer qualquer coisa errada (e confesso que ela faz mesmo), olhava aterrorizada e dizia: Não me bate! Não me bate! Eu me sentia A mãe repressora porque achei que ela fazia isso por medo de mim. Mas não. Provavelmente era medo da reação da babá.

Claro que, se ainda estou escrevendo para vocês, é porque eu NÃO matei a criatura. Mas já a demiti. Madu está na casa da avó paterna enquanto eu trabalho e em janeiro ela vai para a escolinha que uma senhora montou no prédio que eu moro. Em fevereiro, de volta à escola, uma coisa que ela sempre quis.

Fiquei pensando que tipo de trauma uma situação como essa pode causar em uma criança. A minha filha é esperta e bocuda então me contou o que estava acontecendo assim que a situação começou. Eu consegui brecar antes que algo pior acontecesse. Mas...e esse povo que tem por aí, que não se dá conta do que acontece em casa??

Triste...muito triste!

12 comentários:

Viviane Tassi Brabos disse...

Minha nossa, nem me conte uma coisa dessas, é revoltando. Sou mãe de um menino sapeca ao extremo de 3 anos, fico com ele o dia todo, e confesso que tem horas, pra alguns tipos de "arte", um tapinha de leve no bumbum pra repreender não faz mal. Mas acho isso uma coisa pra ser feita por pai e mãe, e não babá, professora, tios, avós a gente até aceita. Mas o resto é resto. Certinha vc em demitir a babá.

Bjo

Paulinha disse...

Tati, o Teteu vai pro berçário e recentemente entrou uma tia nova que ele não gostava por nada, não queria ir no colo dela nunca... eu fui conversar com a diretora e ela me disse que a tal tia ia embora naquele dia, pq uma mãe a viu puxar um bebê (que eu nem sei se foi o Teteu) pelo braço... Graças a Deus essa monstra nunca ficava sozinha com nenhum bebê.

Tenha dó... tb não sou fanática contra a palmada, mas só os pais podem fazer isso... que monstra.
Sorte sua a Madu falar...
É mto palavrão que vem na minha cabeça... grrrrr...
bjs

Claudia disse...

Por isso que eu falo, infelizmente criança hoje só está segura com a mãe. É triste que nem sempre é possível por motivos financeiros, mas acho que quando é possivel, uma mãe deve sim dar uma pausa na sua carreira para ficar com seus filhos, pelo menos enquanto são pequenos...e cada dia notícias como essa me mostram que estou certa.
Bom, Tati, conheço você e sei que isso não é possível, e conheço sua filhote desde que ela ainda estava na barriga e estou muito triste em saber disso, mesmo...o que precisar, amiga, estamos aí. Você sabe que já passei coisas complicadas com o meu mais velho tb. Agora, você deveria denunciá-la, no mínimo. Eu já teria dado umas porradas que ela nunca esqueceria, no mínimo.

Dani disse...

Ai que absurdo, Tati!!! Era a mesma babá que usava suas coisas??? Nossaaa... eu não tenho filhos, mas me imagino no lugar...penso "e se fosse com a minha irmã mais nova?". Eu acho que eu não conseguiria me manter civilizada com essa 'profissional' que recebe um salário para CUIDAR da pessoa que a gente ama.

Espero que a Madu se acostume bem com a escolinha. Conviver com outras crianças vai fazer bem a ela.


Beijo.

Isis Coelho disse...

Ai Deus. Fiquei pensando nisso esses dias todos Tati. Mew. Revoltante. todos os cabelos dessa menina tinham que cair. FDP.

Mas já acabou! Vai dar tudo certo amiga!

Beijos

Maria Julia Faria disse...

Que perigo!!! Ainda bem que sua filha te contou logo, mas e as crinças que não falam nada pros pais? Ou aquelas que ainda nem falam?! Fico revoltada, se é comigo eu acho que eu MATO!!! Ou pelo menos dou uma boa surra e aí dela se for na delegacia!!! Nossa, acho que sou meio pscicopata!
Mas ainda bem que acabou!!!

Beijossssssss

Isabela Bonfim disse...

Nossa, isso assusta, né? Eu ainda não sou mãe, mas já me preocupo com esse tipo de coisa. Ainda bem que ela te contou. Bjoss

Tati disse...

Nossa amiga, que coisa mais triste isso...nossa que revolta que dá né??? eu imagino como vc ficou!!!
Realmente tem gente que é um monstro mesmo né??? uma pessoa dessa tem mais é q viver sozinha, não pode ter amigos nem família...
que horro!!
Um beijo em vc e na Madu!
Tati

Gabi de Davi disse...

Nossa amiga vc foi totalmente controlada!
Eu por mto menos quase trucidei uma sujeitinha q se referiu ao meu filho na internet... qdo vi aquilo achei um abuso, ainda mais q eu ñ vou com a cara dela! rsrs
Enfim, ainda bem q td foi resolvido a tempo.. a gente vê tta barbaridade por aí q acaba desconfiando de td e tds.. complicado.
Imagino como vc deve ter ficado chateada, mas passou! E um viva para o desenvolvimento we percepção da Madu né?!

Afrodite disse...

Absurda a situação,hein?
Que bom que ela abriu a boca,senão já pensou o que poderia gerar tudo isso!
Por conta desse tipo de coisa Tati,que não trabalho.
Como confiar o meu bem mais precioso a qq pessoa?
Minha sorte é ter o patrão aqui num emprego público que me garante essa tranquilidade!
Boa sorte pra vc com a filhota!
Afrodite

Josie Mantilla disse...

Nossaaaaaaaaaaaa que absurdooooo!!!

Estou chocada, como que uma pessoa pode ter coragem de fazer isso, tem que ter o coração muioo ruim mesmo.

Se eu fosse você processava essa droga de babá.

Bjs.

Flávia Lourenço disse...

Sem Comentários!