quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

As loucuras que fazemos por eles...

Então que um dia eu me apaixonei por um cara que estava passando um tempo em São Paulo, morava em Ribeirão Preto e resolveu fazer MBA na Austrália. E aí que ele foi mesmo. E eu fiquei aqui chupando o dedo. No começo tudo eram flores...passava os meus dias (e noites) falando com ele pelo MSN e era só love. Aí chegou o dia dos namorados e,com ele, a minha loucura. Resolvi usar os meus inexistentes dotes artísticos para montar um scrapbook e mandar para o tal cara. Vários reais investidos, muita paciência e sujeira na hora da montagem e o treco ficou pronto. Assim,de verdade? Ficou lindo...se você contar que uma criança de 5 anos de idade que fez. Se dissessem que foi montado por uma mulher de 20 e tantos, ele ficou horroroso. Mais horrorosa ainda ficou a conta do envio: R$297 só para enfiar a meleca de arte feita pelo avião da Fedex. (Imaginem que não pensei que poderia ter investido esse dinheirão todo em uma caixa para ela cair no meio do nada e morar com o Tom Hanks em uma ilha deserta) Dispensável dizer que o romance não deu certo e eu jurei não fazer mais nenhuma loucura de amor por ninguém.

Aham...Até parece! Sempre que eu me envolvo com alguém eu invento alguma coisa. Até para o pai da minha filha (que eu já disse que tinha um relacionamento beeem mais ou menos) eu fiz coisas que não pensei que faria para ninguém mais. E depois veio Mr.Right, que ganhou coisas que eu nunca pensei que daria ou faria por uma pessoa. Dia dos namorados em quarto de hotel super decorado, jantares preparados de surpresa e por aí vai. Gosto dessas loucuras saudáveis. E que não custam R$297 só para mandar em uma caixa (perceberam o trauma,né?)

Uma outra amiga, a conhecida Paris (beijos Paris!) namorou por anos-luz um cara que morava em outro Estado e o namoro, quando se encontravam, também era cheio de surpresas. Fato é que a coisa não deu certo, eles terminaram e para nós sobraram as mil risadas das nossas loucuras. E juras eternas de que não faremos isso nunca mais na vida.

E eu sei que eu vou acabar fazendo. Não sei se as loucuras que eu já fiz, mas outras que ainda virão. Não, não vou mandar carro de som para fazer o "Recados do coração" ou qualquer coisa do gênero "loucuras de amor do Gugu", mas quero planejar coisas especiais se a pessoa que estiver comigo merecer.

Pessoa que estiver comigo, este recado é para você: nas minhas loucuras futuras NÃO tem espaço para gastar R$297 em uma caixa!!! E tenho dito!

9 comentários:

Paulinha disse...

Tadinha... o trauma foi grande, hein? hahahahaha...

Mas, realmente, 297 reais, né? Pra cair no oceano...

Cami disse...

Tati, qual o nome desse moço hein?? Eu morei la na AUS em 2008 e conheci vaaaarios de Ribeirão...rsrs...depois com calma te conto a coincidencia que tive com um deles...por isso, nem duvido que eu tenha conhecido o seu próprio por lá!rs

Dani disse...

Tipicamente canceriana... rsss

Gastei em uma super lingerie pro cara nem saber tirar direito..rss 'Como q faz pra tirar?!' rsss Já escrevi poemas toscos... já paguei viagem (para meu ex-namorado, claro)... já preparei jantar... E até o momento, nada de casar! Acho q vou me doar só para as pessoas certas daqui pra frente, doarei sangue.

Sem mais.

eusoqueriadizer disse...

Ah, sempre vale a pena fazer loucuras por quem se ama... Pq por mais q não seja seu amor eterno, pelo menos vc vai aprimorando as técnicas! =)

Bjusss

Anônimo disse...

Bom saber !!!! kkkkkkkk

Oficina Chic disse...

Nós mulheres temos essas de fazer loucuras de amor quando estamos apaixonadas hehe.. Já fiz algumas tb!
Beijos, Gabi

Isabela Bonfim disse...

Ahh, nossas loucuras! O que seriam dos relacionamentos sem elas?
Tatiiii, finalmente atualizei o blog com notícias daqui do Canadá. Passa lá depois. Bjão

http://ourdreambox.blogspot.com

Luh Rodrigues disse...

Tatiii! Tô passadaa! R$ 297?! rsrrsr

Mas a gente faz cada coisa louca mesmo néé?!

De biologa disse...

filhota, 297 reais causa trauma mesmo!
quando é data comemorativa (aniversariosm, dia dos namorados)compramos um presente(depois de raspar os ultimos centavos da carteira) e fazemos um jantar depois de despachar cada um dos familiares pra um lado... e ai ficamos sozinhos damos o presentee..
e ele nem lembra q de comprar nda de pensar em nada e ainda acha dificil ir pra sua casa?
eh triste mas nos mulheres superamos tudo!!

fazer o q neh?

beijoks