sábado, 29 de janeiro de 2011

Do outro lado do mundo bate um coração...

...que é do meu irmão. Ele resolveu morar na Austrália por tempo indeterminado. Na verdade a versão oficial era um ano, mas estamos desconfiados que esse ano é multiplicado por dois.

E aí começo a pensar em todo mundo que escolhe morar num país longe e enfrenta uma barra danada. Para homem pode ser mais difícil porque eles não nasceram com o aplicativo "Trabalhos domésticos". O Wilson Neto, meu irmão, tem postado recados saudosos no Facebook e no Orkut dele e a gente morre de pena. Mas sabe que isso é para o bem dele. Muito importante mesmo!

Fico pensando em como vai ser se a Madu resolver morar fora um dia. Acho que vou querer ir junto. Ou vou querer que ela tenha tudo muito planejado e tenha uma cabeça muito boa para poder enfrentar tudo isso numa boa.

Wil, esse post é pra você...te amo e sei que você vai ficar bem e ter uma vida maravilhosa por aí!

Coitados dos cangurus...o palmeirense chegou aí pra arrasar!!

6 comentários:

Viviane Tassi Brabos disse...

Deve ser difícil mesmo, outro país, outra língua, pessoas estranhas, mas temos o dom de nos adaptarmos em qualquer lugar, a qualquer situação, e se essa viagem é para o crescimento dele, melhor ainda.

Clarooooo que eu não vou pensar o mesmo se o Theo aqui fizer uma maldade dessas comigo, hahahaha.

Mães, sempre inconsoláveis.

Bjoooo ótimo fds!

Wan disse...

Olá amiga Tati, tudo bem?

Realmente deve ser difícil se adaptar em outro país, fiquei 15 dias no Chile e confesso que estava morrendo de saudades do Brasil, da família, da nossa comida e da nossa gente!!! Mas, como vc disse, é para o bem dele, né?

Queria que vc estivesse em BH, para sentar num sófá comigo e conversarmos sobre relacionamentos (rss...) sabe amiga, ando tão cansada de conhecer "SAPOS", percebo que os homens só querem enrolar. Snif!!!

Sinto-me desmotivada hoje, um certo "vazio" no peito e cansada de "tentar"

Beijos!

Wan disse...

Ahh, esqueci de desejar um ótimo trabalho a vc! Eu tb volto ao batente na terça-feira...

beijos!!!

Paulinha disse...

É, Tati, morar fora da "casa automática" dos pais é difícil. Mas é tão bom, que vicia! heheheh...

Eles não têm esse aplicativo, mas é ótimo que aprendam tudo isso.
Homens que moram sozinhos e dão melhores maridos do que os bolhas que não sabem trocar lâmpadas! heheheheheh...

O mundo será melhor assim! hahahaha...

Olha, conheço várias pessoas que foram pra Autrália provisoriamente. Ninguém quis voltar. Deve ser mto legal... ele vai adorar!

Raquel Barbosa disse...

Nossa, acabei de levar um susto Tati! Vez ou outra passo por aqui, mas esse post me chamou a atenção. Comecei a ler que seu irmão está na Austrália e me identifiquei, já que meu irmão foi pra lá (a princípio para ficar 1 ano, e depois ficou 2...), sei exatamente como se sente. Eu e ele somos super ligados, e essa distância é F...mas você não vai acreditar! Ele chama Wilson Neto!!! hehehe Que isso!!! É muuuita coincidência não? Credo...rs

De repente seria até legal colocá-los em contato, para meu irmão passar algumas dicas a ele...
abraços
www.bomsensoemformadegente.blogspot.com

Tati disse...

Deve ser bem complicado mudar tudo assim, mas é uma experiencia e tanto!
beijos amiga
Tati