terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Muletas

Então que esses dias eu estava pensando em muletas. Todo mundo sabe para que serve uma: se apoiar quando temos um pé quebrado ou algo do gênero. Mas existe um outro tipo de muleta: a emocional. Essas são as piores.

As muletas emocionais servem de consolo para a gente quando a situação tá pra lá de complicada e a gente quer - erroneamente - descomplicar. E aí entra aqueeeela bola de neve na nossa vida. Sério. As pessoas se sabotam com muletas emocionais. Chore, curta o luto e bola pra frente. Nada de pensar: ah, mas a atitude dele quer dizer X (complete o X com algo que você sabe que NÃO é verdade, mas precisa acreditar em algo surreal).

O maior erro das muletas é o da substituição: um novo amor para curar o velho. Eu já acreditei nesse ditado, mas hoje não mais. Não acho que se cure um pé na bunda com um novo relacionamento. Não vale a pena maquiar o sofrimento.

E por que eu estou falando tudo isso? Porque esses dias me peguei pensando em como a gente encara um novo relacionamento depois de um término meio punk. Não estou falando SÓ de mim, mas de amigas minhas. Será que esses novos relacionamentos são verdadeiramente sentidos por nós ou estamos apenas querendo um band-aid carinhoso para curar a ferida que ainda está aberta? Se for isso, como a gente pode deixar claro para a nova pessoa que a situação não é simples? Ou melhor ainda, será que temos que deixar claro toda a complicação do passado para a pessoa do presente??

Não sei as respostas, mas ando pensando bastante sobre isso. Mesmo porque, talvez eu mesma tenha uma nova pessoa em breve e quero analisar se estou fazendo algo certo ou apenas querendo uma muleta carinhosa na minha vida...

PS: Vou responder a todos os comentários, mas essa semana está complicadinha. Mas tenho lido todos e adooooro. Podem continuar comentando,tá?

14 comentários:

Paulinha disse...

Concordo com vc. Todas as pessoas precisam de um luto, um tempo de reflexão. Pelo menos pra naõ cometer os mesmos erros.

Como disse um amigo meu... vc vai usando a pessoa até se dar conta de que não tem jeito, vc precisa de um tempo sozinho... aí dá uma bota do nada. E segue o ciclo! hehehehe...

MAQUIAGEM EH TUDO !!! disse...

Oi minha lindonaaa
Q saudade!!! Já estou de volta tah....
Desejo a vc e aos seus familiares um ótimo 2011.
Post, massa eese. Boa escolha!!! E o post , entaum, eh de reflexão........
Ñ esqueça q o blog mudou de endereço!!!
Mt obrigd pelo carinho lá no blog no ano de 2010 . Adoro vc viu!!!
Bjks em seu heart, Vanessa Ramos
www.maquiagemehtudo.blogspot.com

analice disse...

é sempre existiram, pois enquanto não sabermos o que de fato nos faz falta.... estaremos transferindo culpa....

uma boa semana....

Vall disse...

Oi linda, é verdade! Concordo em vc dizer que devemos sofrer e chorar o que tiver, porque nao fica aquela amargura, aquele peso no coração, desabafa tudo... Acabei de perder minha mae querida e estou deixando o tempo passar, sofrendo, chorando quando tenho vontade (quase todos os dias), sem forçar nada, nao quero fingir q está td bem, se nao está... Afinal, nunca vi ninguém morrer de chorar e como diz meu namorido, "chorar faz bem, limpa os olhos e o coração" rsrsrsrsrs! Beijosss e sucessoss

Gabi de Davi disse...

Isso mesmo amada!
Podemos (e devemos) chorar/sofrer o tempo q for necessário.. dar uma varrida no coração pra somente dps novamente ocupá-lo, senão ele fica tipo uma sala pequena e cheia de móveis...

E bola pra frente! rs

Bjs

Daniela Rubro disse...

Hummm... eu acho q nunca usei muletas...é q qdo eu termino um relacionamento eu fico fechada para balanço por um bom tempo. Um bom tempo meeesmo. rssss Aí, qdo surge alguém, já estou renovada e posso me dedicar de verdade.

disse...

FELIZ ANO NOVO!!!

Bom, eu tb nao sou adepta as muletas, mas muita gente tem!
Eu prefiro chorar tudo o que eu posso, sofrer mesmo que nem uma amelia, limpar todo o meu coração do relacionamento anterior e então, partir pra outra.

Fabianne disse...

é, eu passei a vida fazendo isso e qse acabei c meu casamento, já q deve fazer uns 15 anos q não sei o q é ser solteira!!!!
e não aconselho. concordo c vc devemos viver o luto do fim e sozinhas!

Tati disse...

Acho que todo mundo precisa passar por alguns momentos de deprê, são nesses momentos que a gente aprende muita coisa! para depois saber o que realmente quer da vida!

Beijos mil gatona
Tati

Maria Julia Faria disse...

ooooooooiiiiiieeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee
nossa to super perdida! 1 semana sem ler blogs e e-mail e tanta coisa aconteceu!
bom, passando só pra desejar feliz ano novo e desejar que esse ano mais coisas boas aconteçam na sua vida tá?! Sem muletas hehehe

beijooooooooooooooo

Eu mesma! disse...

Tati!!
É a primeira vez que leio seu Blog,adorei!!
Tô aqui devorando cada post!Rs
Parabéns pelo Blog!!
Quanto as muletas,eu tento me policiar a cada dia,porque já cai nessa de muleta emocional. Chega!!
Um mega ano pra vc!!!
Beijos
Vanessa

Monica Tinoco disse...

Oi... adorooooo seu blog, vi uma entrevista sua em uma revista, a gloss eu acho e achei esse espacinho aqui, de uns dias para cá venho sentindo uma vontade enorme de escrever coisas que acontecem comigo, meio que para desabafar sabe. E me inspirei muito em você para escrever, pois é uma ótima escritora. Dá uma olhadinha no meu blog e de sua opinião, como comecei agora ainda estou meio insegura. bj

Alexandre, não O Grande, mas dou trabalho!!! disse...

Muletas Tati... ah, não adianta apoiar nelas. Vamos chorar tudo e, somente depois da casa em ordem, partir para um novo relacionamento e novamente se perder na paixão. É isto, estamos vivos e assim continuamos.. um ciclo virtuoso. Vejo desta forma.

Beijos em você e boa sorte no novo pré-romance.

Alê.
http://homemponto40.blogspot.com/

Bah disse...

Concordo plenamente com o que vc disse sobre 'maquiar o sofrimento'. Um antigo amor não é curado com um novo..pelo contrario: corre o risco de vc cometer os mesmos erros, sair mais machucada, e ainda talvez machucar uma pessoa que não tinha nada a ver com a história!
Bjs Tati!