quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Sonho e realidade...quanta diferença!

Esse post veio de uma sugestão do meu amigo de longa data, o Jair!

Dia desses eu achei umas anotações antigas de como seria um provável casamento meu. Já falei sobre isso aqui e confesso que de lá pra hoje eu já mudei muita coisa. Mas, como isso está longe dos meus planos, não vou revelar nada. Vai que um dia eu caso e entreguei o ouro antes de tudo pra vocês. E as anotações acabaram virando pensamento sobre sonhos e realidades. E aí resolvi dividir isso com vocês.

Quando eu era pequena o ano 2000 parecia uma coisa lááááá longe e eu super acreditava que a vida na Terra seria como os Jetsons. Não aconteceu. Meu carro não voa (aliás, nem carro eu tenho), minha empregada (que empregada???) não é um robô e eu não me teletransporto para a Victoria's Secret mais próxima (o que realmente seria um sonho e facilitaria a minha vida).Muito além disso, porém, é o que eu imaginava a minha vida agora, aos 27 anos.

Na minha cabeça de criança (e adolescente), aos 27 anos eu teria uma carreira super bem-sucedida e estaria em casa com a minha família Doriana. Eu teria um casal de filhos fofo, comportadíssimos e com educação de primeira. No trabalho eu seria uma figura poderosa dentro da empresa. Fato é que eu tenho uma filha que é uma graça, mas que surta vez ou outra. Conquistei o emprego dos sonhos, mas ainda estou engatinhando aqui e de poderosa eu não tenho nada. Para fechar com chave de ouro, da família Doriana eu nem a manteiga tenho. Olhando assim, parece uma desgraça,né? Mas não.

Eu tenho uma vida feliz: tenho pais que me amam e que estão sempre ao meu lado, uma família que - ainda que tenha problemas - é unida, amigos e amigas que nunca me abandonam, um trabalho que me faz acordar feliz todos os dias e uma filha que é a minha vida. Ainda não alcancei meus sonhos todos e mesmo que tivesse, sonharia mais ainda. Tenho coisas a conquistar, lugares para conhecer, gente para fazer amizade e um marido por aí que me espera para subir ao altar.

A vida está aí para ser vivida. Mesmo que aquele sonho de infância não tenha sido realizada, posso dizer que sou feliz.

Mas, fala sério...que seria lindo me teletransportar para a Victoria's Secret num estalar de dedos, ah, se seria...

4 comentários:

Viviane Tassi Brabos disse...

Tati, vc tem uma vida normal, como muitas pessoas gostariam de ter, e ainda vários anos pra viver e sonhar com tudo o que deseja. As coisas vem aos poucos, no seu curso normal, e que assim seja.

Bjão

Viviane Tassi Brabos disse...

Esqueci de dizer que o que vale é nunca deixar de acreditar, e desistir no meio do caminho!

Paulinha disse...

É, Tati, eu imaginava tuuuudo diferente. Inclusive o filho, que não imaginava que seria tão lindo! Hahahahahah...
A gente pode estar super insatisfeita com várias coisas, mas somos felizes e temos muitas coisas que dão inveja em mta gente...

Dani disse...

Ontem eu estava falando com a Lene sobre me teletransportar para 2012 no dia do juízo final.

¬¬ Dor de cotovelo master, Tati. Já pensou se pudéssemos ter aquele controle do Click...eu já ia avançar umas 15 semanas e já estaria sem dor. Brilhante.