terça-feira, 22 de março de 2011

Grande amor ou grandes amores?

Eu converso com as minhas amigas sobre relacionamentos muito antes desse blog existir. Confesso que agora conversamos muito mais porque tudo pode virar post (geralmente tudo vira post...). E não é de hoje que conversamos sobre uma coisa meio polêmica: existe, na vida, apenas um grande amor ou temos vários grandes amores ao longo do nosso caminho? Ampliei meu leque e conversei com alguns amigos e gente que não falava há um bom tempo, mas que ainda habita a minha lista de contatos. As respostas foram variadas.

Tem gente que acredita que temos vários grandes amores na vida. Um em cada tempo, um amor de cada maneira, vivido e sentido de maneiras diferente, mas ainda sim, intensos. Tem gente que acredita em um grande amor e amores secundários, que nos fazem igualmente felizes, mas sempre ficam "encobertos" por aqueeeele grande amor. Tem gente ainda que diz que podemos viver um grande amor, mas não ser esse grande amor a companhia que teremos ao longo da vida. Tem gente que nem acredita em amor para o resto da vida. Tem gente que espera a vida inteira por um grande amor. Tem gente que, na loucura de achar o grande amor, vive mais relacionamentos do que dias de um ano. E tem gente ainda que não acredita em grande amor.

Eu, sinceramente, não sei mais no que eu acredito. Já gostei de muitos caras e para cada um deles eu tive um momento especial. Já tive pessoas que achei que morreria se ficasse sem eles e quando fiquei, não morri. Já tive amores que se foram e eu não senti a falta. Acho que esses não foram amores. Já vivi histórias que poderiam render novelas, mas não tiveram finais felizes. Já sonhei ser Julieta e caí da cama quando vi que Romeu realmente foi embora. E ainda não descobri como será o meu grande amor.

Acho que a verdade nisso tudo é que para cada um de nós existe um conceito diferente. Muitas vezes as pessoas podem e conseguem um grande amor e são felizes para sempre. Tem gente que passa a vida tão preocupada em achar um grande amor que acaba não procurando direito e fica sozinha para o resto da vida. Tem gente que tem o grande amor nas mãos e deixa escapar. Tem gente que perde um grande amor.

No fim, minha gente, acho que todo mundo busca uma coisa só: ser feliz. Não interessa se ao lado de um grande amor ou vários pequenos amores. Mas sempre amores felizes...

7 comentários:

Bruna disse...

Oi Tati, eu acredito em vários amores.rsrs
Beijosssss

Nai disse...

No final de tudo todo mundo quer uma coisa só: Ser alvo de um amor incondicional!!!
Se sentir amado pra mim é melhor que amar loucamente.

Anônimo disse...

achu que existee sim um grande amor, e todo mundo vivencia ess momentos uns duradouro outro não e assim é a vida.
beijoo e seu blog é otimo!

Tati disse...

Acho que existe um amor!ma so importante é ser feliz!!

beijokas
Tati
www.phinerrima.blogspot.com

Daniela Freitas disse...

Eu acho que a vida é longa demais pra gente amar apenas uma vez. Somos capazes de amar algumas vezes (não tantas, rs)com a mesma intensidade, até o dia em que a gente acha a famosa "tampa da panela"! rs

Joice Stolnberger disse...

Adorei teu blog e o nome é muito divertido!! Bjs e quando puder passa no meu pra conhecer...

Oficina Chic disse...

Eu ainda não descobri se existe um grande amor, ou grandes amores. Mais espero um dia descobrir hehe :)
Beijos, Gabi