quarta-feira, 27 de abril de 2011

O outro lado da Outra...

Eu sei que este será mais um post polêmico, mas eu resolvi escrever.

Li em uma revista feminina, acho que a NOVA, sobre conselhos de terapeutas. Um deles era NÃO cobiçar o homem da próxima. Até aí, dããããããã, isso não é novidade nenhuma. Eu, apesar de ser controverso, não acho nada legal você ficar com um cara que namora, é noivo, casado e por aí vai. Mas a gente nunca pode dizer que nunca vai fazer isso porque...bem,pode ser que um dia você faça. Eu fiz...

Aí comecei a pensar que, ao contrário do que dizem, não acho que a mulher que fica com um cara que é comprometido não tem amor próprio. Vamos ser sinceras? É muito boa a ideia de que um cara que já tem uma pessoa cair aos seus pés. E quando a pessoa não quer um relacionamento sério, a coisa fica melhor ainda...é uma massagem no ego. Não, mais uma vez, eu não acho isso certo. Só acho que existe um lado da "Outra" que é aquele que fala alto: ele tem fulana, mas fica comigo. E se a "Outra" for esperta, ela não vai se amarrar a este cara e vai ter os seus "Outros" também.

Enfim...não acho certo ter um cara que não possa chamar de seu. Mas, caso você esteja num relacionamento assim, penso que não é falta de amor próprio. É apenas uma aventura corriqueira da vida. Meu conselho? Procure um cara que seja só seu...e cuidado para que o que você fez para a namorada do cara não vire a sua própria sina...

7 comentários:

Gabriela Rosa disse...

Humm, esse negócio de ser a Outra é bastante delicado, mas cd um com seu cd um né?! rs

bjs

Lydia Llewelyn disse...

Concordo com vc.

Anônimo disse...

Tb nao acho que é falta de amor próprio, porém não concordo com ninguem que tem essa atitude! Homem que trai a mulher (e a outra que aceita) ou mulher que trai o merido (e o outro aceita). Agora, como os valores morais bem degradados pelo mundo, não me assusta ver que pessoas achem isso normal.

Daniela Freitas disse...

Há muitos e muitos anos atrás,direto do túnel do tempo, rs, eu tive um "casinho". Ele me disse q era separado. Saimos umas 2 vezes e um belo dia ligo no celular dele e quem atende? A esposa! Bem ao contrário do q vc falou, não me senti nada bem, não teve nada dessa linda sensação de alguém caindo aos meus pés. Me senti um lixo na verdade! Usada e só! Nunca mais liguei pra ele e nosso caso terminou ali! Percebi q não havia nascido pra dividir homem com ninguém!Prefiro massagear meu ego de outras formas.

Nai disse...

Há outras e outras...
Tem aquelas que entram sem saber, que se apaixonam e depois não consegem largar.
E tem aquelas que ser a outra é um estilo de vida, sim, tenho amigas assim e se colocar no lugar da esposa, ou se preocupar que isso podem acontecer com elas, nem passam por suas cabeças, já que se o cara a transformar em titular como já aconteceu, ela parte em busca da próxima vítima,kkk
Tem aquelas que sabem que estão entrando e adoram pagar pra ver pra depois ficar choramingando ou comemorando, eu acho que a última coisas que elas tem, pelo menos as que já conheci foi falta de amor próprio, muito pelo contrário, vi muito excesso de confiança.
Não critico porque geramente quando gostamos das pessoas amenizamos seus defeitos, se é minha amiga falo que é danada, se não, é uma v...
Mais cada um no seu cada um, eu sou egoísta por natureza e quero sempre o papel principal, sofreria muito se assim não o fosse.

Beijus

Miss Severina disse...

Gente, vamos lá, traição, não é um mal dos tempos modernos!!! Ela existe desde que o mundo é mundo!!! Máximas como "nunca traí" ou "nunca sairia com um cara que tem namorada", na minha opinião, são usadas por pessoas que nunca tiveram a oportunidade de provar dessa adrenalina! Não acho que a traição tenha a ver com o outro, o traído. Tem a ver com desejo, tesão, loucura, coisas do momento... Acredito que o que os olhos não vêem, o coração realmente não sente! Seja discreto, não esponha seu namorado ou a namorada do cara! De resto, nada melhor para apimentar a relação do que um pouco de culpa!

Dandara disse...

Olá, gostei do no nome do seu blog...entrei e vi a minha história! (no momento to tentando ler todos os posts!) Na maioria das vezes não escolhemos ser a outra, a gente se apaixona e quando nos damos conta não temos mais controle da situação! Meu "Mr. Big" conheci na faculdade, ele namorando, eu não sabia e nem queria algo sério na época, mas a vida muda, ele mais velho (14 anos), inseguro com a minha jovialidade de 18 anos, terminou com a outra, mas voltou pq com ela ele tinha segurança. Hoje estamos bem, namorando, amanhã completaremos 4 anos desde o nosso primeiro beijo, é a única data que me recordo, foram muitas idas e vindas. Tenho medo de um dia estar na posição da traída, mas como relacionamento só conhece que participa, confio nele, na nossa história e no amor, que superou distâncias, obstáculos...
Abraços!