segunda-feira, 16 de maio de 2011

Ex e atual...como lidar?

Recebi semana passada um e-mail de uma leitora contando sobre a relação, agora um tanto conturbada, com a ex do atual. Ela pedia conselhos e explicava como andavam se relacionando. Disse a ela que faria um post sobre isso e, curiosamente, vivo a mesma situação. O pai da Madu agora mora com a atual dele, mas devido ao nosso (NULO) relacionamento, não tenho problema nenhum com a atual dele. Na verdade, nunca tive. Acho que é porque nunca senti nada em relação a ele ainda quando estávamos juntos então eu não tenho sentimento nenhum pela atual.

Acho que, quando um relacionamento não dá certo e temos filhos no meio, precisamos saber que o elo será eterno. E lidar com isso nem sempre é simples...para exes e atuais. A minha madrasta, por exemplo. Acho que, por mais que esteja casada há mais de 20 anos com o meu pai, ainda não entende que o relacionamento dele com a minha mãe está mais do que acabado e isso sempre refletiu no meu relacionamento com ela. Eu, de coração, a amei muito quando ela namorava com o meu pai. Hoje eu prefiro dizer que ela é apenas a mulher do meu pai e que a única coisa boa que trouxe para a minha vida foi a Marcella e a Rafaella, minhas irmãs. E,claro, a família fofa que ela tem. Em contrapartida, minha mãe (como toda mãe) não suporta a minha madrasta por tudo o que aconteceu no passado e aí quem perde sou eu: não posso reunir todo mundo civilizadamente na festa da minha filha, por exemplo. Um lado sempre sai mal e,geralmente é o do meu pai, que acaba tendo que ir ao compromisso social sem a esposa. Sei que pra ele não deve ser legal isso.Enfim...acho que não existe fórmula mágica para o bom relacionamento entra exes e atuais. O bom senso é o que deve imperar. Acho que quando acaba um relacionamento fica bem claro que as pessoas não querem mais ficar juntas então, qual é o problema para a atual? Insegurança, só pode.

O e-mail da leitora falava que a ex inferniza a vida da atual, do ex e do filho desse relacionamento (o antigo). Aí eu me pergunto: o que ganha uma ex infernizando a vida da atual? NADA. Ganha cansaço, rugas e perde-se a vida que, para ela, ainda anda. Ela vai passar a vida vivendo um relacionamento que NÃO é dela, com uma pessoa que NÃO a quer mais e sendo infeliz. E quem perde mais ainda com tudo isso é o filho de ambos.

Leitora, infelizmente não tenho a solução para você. Só posso dizer que não vale a pena se desgastar por uma pessoa tão pequena e tão pobre de espírito. Continue tratando bem o seu enteadinho. Isso sim vale a pena...

2 comentários:

Nai disse...

Eu passei por isso e não foi uma EX foram duas, já que desgraça pouca é bobagem.

O negócio é não entrar na pilha, pode ser que elas infernizem a atual por despeito, ou por não compreenderem que a história não deu certo porque não era pra dar.

Nunca perdi noite de sono por isso e achava até engraçado vê-las desequilibradas surtando e dando show, descer do salto é algo que não faço nem se estiver de chinelas.

Com o passar dos anos elas viram que não teria jeito mesmo, que não nos separaríamos e que tudo continuaria do mesmo jeito.

Elas foram cuidar da vida delas, e deixaram a nossa em paz. Mais muito se dá a postura que o homem tem.

Se ele fica firme do seu lado elas tem que ceder. O meu não fica entre a cruz e a espada, se um ambiente não me cabe, não cabe a ele também.

Filhos crescem, não ficam pequenos a vida toda, hoje os mais velhos vem por conta própria, daqui a pouco o teen, esse contato com a mãe vai diminuindo.

Se ela te inferniza, mude de postura e cobre uma postura básica dele, as pessoas só fazem conosco o que permitimos.

Beijão

Oficina Chic disse...

Muito bom o seu texto e as suas palavras, e realmente para essa situação não existe solução.. Cada um tem que ver qual é o melhor caminho!
BJo, Gabi