quinta-feira, 5 de maio de 2011

Instinto Periguete...

O título vem de um comentário que eu ouvi por aí e achei engraçadíssimo. A autoria da frase? Uma pessoa que namora, mas ainda pensa que um time titular pede alguns reservas (na teoria, porque na prática essa pessoa nunca teve coragem de fazer nada). Achei engraçadíssimo e resolvi divagar (culta a pessoa,hein?) sobre o assunto.

Em alguns países "lá pros lados de lá" é super normal a poligamia. A gente anda assistindo isso de novo com a volta de "O Clone" na Globo. É natural o marido ter duas, três mulheres. E todo mundo acha isso normal. E as mulheres convivem em harmonia e, na medida do possível, se tornam amigas. Será que o modo de vida deles é errado? Ou será que o nosso é que é?

Dia desses eu ouvi que no Brasil existem 4 milhões de mulheres a mais que homens. Isso significa que está faltando homem no mercado e isso a gente tem vivido na prática. Está cada vez mais complicado achar um cara legal e pelo que tenho percebido as pessoas interessantes são todas já comprometidas. Aí eu penso: será que logo mais a gente vai ter que partir para a poligamia e todo mundo vai virar a Jade? Eu - e aí falo juntamente com o meu lado ciumento - não vou gostar nada, nada. Não gosto da ideia de dividir meu namorado com ninguém. Aliás, que mulher gosta?

Maaaaaas...voltando ao instinto periguete do título do post, como será que a gente se livra dessa poligamia teórica que paira a cabeça de muita gente às vezes? Quem responde??

6 comentários:

Claudia disse...

Bom, Tati, tá cedo demais para ter resposta pra sua pergunta (7h00) rs rs, mas devo fazer um parênteses aí: temos que lembrar que muito raramente existe amor nos casamentos árabes arranjados, como foi o seu exemplo de poligamia. As mulheres lá muitas vezes passaram por uma circumcisão feminina e não sentem nada na hora do sexo além de dor. E raramente as esposas "se dão bem" umas com as outras e viram amigas. É possível, mas pelo o que eu observi morando em país muçulmano durante 6 anos é que elas não vão muito com essa "amizade" toda. Talvez a questão aqui deveriam ser os casais que adotam uma poligamia sem casamento mesmo, por escolha. O que rola numa situação dessas, e podemos chamar isso de "amor"? Na minha opinião não.

Nathalia L. disse...

Que medo desse numero.. 4 milhoes de mulheres a mais.
E nada contra... mas uma parte significativa da ala "masculina", e cada vez mais, são gays.
A concorrência ta bem desleal.. e os homens casa vez menos, querendo algo sério.
Ta dificil pra nós, solteiras viu??! Hehehe

Letras Saltitando disse...

Bah.... nem pensar nessa hipotese de dividir homem, kkkkkkkkkkk

Fora de cogitação pra mim! kkkkkk

ciça disse...

socorro, eu morria de ciúme, de raiva ou de porrada se fosse comum a poligamia....kkkk


o que é meu ninguém tasca...kkk

saudades, tati.

sumi da blogsfera, mas voltei.

beijinhos

Ciça

www.pilatesforhealth.blogspot.com

Helena Pavan Guimarães disse...

Meu Deus eu ia ter que fazer uma lavagem cerebral!!!!!!
Jamais ia me sujeitar com isso...
Beijos Tati!!!!!
Helena

Nai disse...

Na maioria da vezes o que paira na cabeça são chifres,rs...
Não lembro em que jornal vi que aqui em sampra tem 600 mil mulheres a mais que homens, ai pensei levando em consideração o tanto de homem gato que vira gay, e os caras interessantes que se são laçados antes de terminar a faculdade o que sobra?!
Conheço casos reais onde o cara tem duas famílias e TODO mundo sabe, inclusive as mulheres e a primeira ainda compra roupinhas pra filha da segunda (!) - Porque o cara não coloca todo mundo embaixo do mesmo teto, sai bem mais barato,rs
Tem outro que o cara pulou a cerca arrumou um filho fora do casamento a mulher perdoou, ele foi lá e arrumou mais um baby com a outra e agora a esposa está grávida e todo mundo feliz da vida.
Isso é o amor que pra mim não cabe!Minha natureza não daria para suportar essas coisas. Mesmo casadas é natural achar outro homem interessante, mais para mim namoro é diversão que até cabe essas escapulidas, mais casamento é comprometimento e não faço com o outro o que não gostaria que fizesse comigo.
Um cara pode ter tantas mulheres que seu bolso suporte, se é tão natural, uma mulher não seria apedrejada nesses países porque saiu da linha. Dois pesos duas medidas.

Bom fim de semana pra você.
Super Beijus