terça-feira, 7 de junho de 2011

Descaso...

E aí que eu andei sumida por conta de trabalho...mas voltei. Não me abandonem! hehehehe

O post de hoje não é muito longo. Mesmo porque não tenho muito o que falar. Sábado foi aniversário da Maria Eduarda. 3 anos. Uma luz na minha vida e na de toda a minha família. Ela estava toda feliz com os telefonemas das pessoas, ainda que não falasse direito com ninguém. E todo mundo ligou. Todo mundo menos o pai dela.

Não que ela tenha reparado ou sentido falta, mas eu reparei. E fiquei chateada. Poxa...ela tem pai. Ela gosta do pai. O mínimo que ele poderia ter feito é ter dado um telefonema para ela. Mas nem isso. Não julgo e não falei nada com ele e nem vou falar. Acho que, no fim das contas, a vida vai ensinar...

E fica o pensamento: o descaso é o pior dos sentimentos...e ele te cobra lá na frente...

11 comentários:

Isabela Bonfim disse...

Poxa que chato Tati.. Mas que bom que ela ficou feliz com os outros que ligaram... Bjos

disse...

Ai, Tati...
Fiquei mal com isso... o descaso, de fato, junto com o desprezo e aindiferença, é terrível...
Te confesso que entendo isso... passo pelo mesmo prolbema da Madu...
Se é horrível pra mim, que sou mulher feita, imagino para uma criança que não entende nada do que se passa...
Amiga... não fica assim... ele vai ser cobrado lá na frente, pode ter certeza!!!
E digo isso por experiência própria...
Qualquer dia, conversamos no msn e te conto umas coisas disso...
Beijoooooo!!!!

livia favaro disse...

OI Tati, nao sei se vc vai se lembrar de mim, meu nome e Livia, era de Americana, estudamos juntas na Esamc em Campinas. ADorei saber de vc e leio todos os seus blogs. VC ficou sempre na minha memoria. Lembra uma aula que tivemos que fazer um auto retrato e vc fez como se estivesse numa penteadeira se maquiando e depois saiu da sala? GEnte aquilo me marcou demais, ate chorei na hora sabia?
SAbe eu tb tenho uma filha, MArina ela fara 4 anos agora em agosto, sou casada com o pai dela, mas me divirto horrores lendo seus pensamentos.
Beijos
LIvia

Oficina Chic disse...

Realmente o descaso é terrivel..
Ainda bem que ela ainda não percebe certas coisas, o que é bom para não ficar chateada.
Beijos, Gabi

Nai disse...

Consigo me colocar no seu lugar, ainda mais sabendo que jamais, mesmo quando nosso pequenos não estiver em nossa companhia deixaremos de nos fazer presente em todas as datas especiais.


Não há como não ficar indginada, mais como você disse, uma hora a conta chega e a vida cobra.

Bom dia pra você!
Beijinhus
Nai

Anônimo disse...

é isso que dá ter filho sem comprometimento com o parceiro. Quem sofre é a criança! Tenho dó de crianças que são trazidas ao mundo nessas condições. Logo me explico, sou completamente contra o aborto, só acho que os homens e mulheres hoje deveriam ser mais responsáveis, pois não se trata de um brinquedo e sim de uma vida que será marcada para sempre por conta de dois pais inconsequentes.

ciça disse...

A minha sobrinha teve os avós ( eeu, os sogros)ausentes assim, de pouco caso. E eu e ela aprendemos que temos que nos importar e valorizar as pessoas que lembraram de nós, e que fizeram questão da nossa presença. E não os que não se importaram.
Bom é que foi, ligou e lembrou. Faça a perceber a felicidade de ter gente assim perto dela,e não de querer quem está longe e "nem aí".
Força e boa semana
Bjos

Paulinha disse...

Tati, parabéns pra Madu, ela é mto linda!
Mta saúde pra vcs e mtos aninhos pela frente!
Não entendo como tem alguém que consiga não se apaixonar por uma garotinha tão linda... é um babaca, enfim.
Pior ainda é ter comentários anônimos grotescos. Nada a ver, Tati, pai é pai, independente de ser casado, juntado, namorado ou desconhecido.

Ele é babaca porque quer... continue amando mto sua filha! E graças a Deus que tem tanta gente que também a ama, né?

LuTTy disse...

Tati, não sei o que eu faria. Talvez não aguentasse ficar calada com tamanha falta de consideração. Sei lá. Mas você deve saber o que faz. E quanto ao comentário acima, não é porque a sua filhota linda foi gerada em uma relação que não se consolidou que se justifica a (falta de) ação do pai dela. Ainda bem que ela tem você, que pelo visto faz o seu melhor e encara a maternidade de uma maneira assim tão positiva! Parabéns! Lutty

alinepacheco disse...

Deixa kétu que a vida cobra dele! E sua filha pode não ter percebido agora porque é muito pequenininha. Mas quando o tempo passar e ela for "voltar na cabecinha dela", ela vai perceber que ausência! Pode ter certeza...

O importante é ela lembrar que você estava sempre ali, presente e ao lado dela!!!

Thaís Redher disse...

QUERIDA,ELA NÃO PERCEBEU ABSOLUTAMENTE NADA,fIQUEI SEM PALAVRAS PORQUE SE TEM UMA COISA QUE MATA QUALQUER MÃE É UM PAI AUSENTE,MESMO QUANDO O DITO SENHOR É CASADO COM PAPÉL PASSADO,ISSO NÃO TEM NADA HAVER PAI É PAI, MÃE É MÃE ,SE SÃO OU NÃO CASADOS,SE TIVERAM OU NÃO RESPONDABILIDADES,PORQUE SE FOR IRRESPONSÁVEL VAI SER NULO MESMO DE PAPÉL PÁSSADO.É SÓ DAR A ELA MUITO AMOR,ESTAR SEMPRE PRESENTE NA VIDA DELA,BOA EDUCAÇÃO E DEUS GENTE,SE NÃO HOUVER COMO ALICERCE DEUS, AI A CASA CAI.UMA CRIANÇA TEM DE ORAR ANTES DE DORMIR AJOELHADA ,CRENDO NESSA PROTEÇÃO,NAS HORAS DAS REFEIÇÕES TAMBÉM, ALGUEM QUE NÃO SE VÊ E QUE CUIDA DE TUDO,PORQUE NINGUÉM MERECE UM PAI ASSIM E TAMBÉM EXISTEM NÃES DEPLORAVEIS.dEUS CUIDARÁ DE VOCÊS DUAS COM CERTEZA.