sábado, 30 de julho de 2011

Mulher com mulher dá... TPM

Muita mulher junta é sinônimo de confusão, gargalhadas e....TPM. Sim...mulherada junta e misturada é complicado, mas gostoso.

No meu trabalho somos, numa única sala, em sete mulheres. SETE! Praticamente "O Escritório das Sete Mulheres" versão vida real e, por incrível que pareça, nunca tivemos confusão nenhuma. Tá certo que todo mundo compra (e come) chocolate todos os dias, mas acho que o que faz com a que a gente conviva em harmonia é o clima gostoso que impera entre nós.

Mas não é sobre isso o post. O post é sobre quando o clima não é legal (o que não é meu caso, mas já foi) porque existe a cobra entre a galera. A cobra é aquela pessoa que, como diz o nome, é um poço de veneno e amargura. Geralmente ela é dotada de uma auto-estima que bate no rodapé do nosso chão e acha que para crescer precisa diminuir os outros. E eu tive vários problemas com ela. Até que, por não aguentar mais, pedi demissão. Ela saiu com a sensação de ser vitoriosa e me acusando de não ser uma boa profissional. Me lembro que, na época, ela dizia que eu nunca chegaria a trabalhar na agência que eu sempre quis e...Hello, você (você mesma, coordenadora naja), eu consegui chegar aonde cheguei.


O que eu acho engraçado é como as mulheres são 8 ou 80...ou são melhores amigas ou se odeiam. Não existe morno. Não existe meio termo. Não existe meia verdade. Ou ela gosta ou desgosta. Ama ou odeia. E é por isso que, mesmo com umas laranjas podres que a gente encontra no caminho, amo trabalhar num grande Clube da Luluzinha. Desde que tenha chocolate...

Tive uma coordenadora assim há alguns anos atrás. A mulher precisava derrubar todo mundo para se sentir bem. Seu sucesso era "sorte pura" e não fruto do seu trabalho. O alvo dela era todo mundo que poderia crescer na empresa porque executava um bom trabalho. Homem, mulher, gay... sobrava para todo mundo. Menos para a sua aliada querida.

Um comentário:

Ivy disse...

Adorei!!!! É bom demais trabalhar na sala das 7 mulheres =)
Bjo Ivy