segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Rótulos

Ontem eu estava pensando sobre rótulos e o quanto a gente precisa classificar as coisas. Estado civil, preferências por isso ou por aquilo e por aí vai. E tudo isso por conta de uma conversa que eu tive.

Há muito tempo atrás uma amiga muito querida mas cujo contato que tenho hoje é pouco começou a sair com um moço. Naquela época ela reclamava da falta de um estado civil definido. Eu estava no auge do meu relacionamento com Mr.Right e me lembro que nós três conversávamos sobre a importância que a mulher dá ao rótulo de "meu namorado". Ele (Mr.Right) explicava para essa amiga que ela precisava viver um dia de cada vez e deixar a coisa acontecer. E ela fez isso. E hoje os dois estão morando juntos, quase um ano e meio depois daquela conversa.

Fico me perguntando de onde vem tamanha necessidade de rotular tudo. "Estou namorando". "Estou ficando". Ou simplesmente "Estou tico tico no fubá". Ok...eu sei que o "tico tico no fubá" pode ser um martírio, mas o que é indefinido hoje, pode ser definido amanhã. E aí, sem pressa, um relacionamento é construído.

Junto com tudo isso, ontem eu assisti "Amizade Colorida" e fiquei pensando, também, sobre isso. Será que uma amizade assim não é o começo de tudo? Será que esse tipo de relacionamento, livre de rótulos e cobranças não pode ser a porta de entrada para um relacionamento verdadeiro, entre duas pessoas que se gostam, mas que não querem um rótulo assim, de sopetão?

Queria a opinião de vocês, leitoras e leitores sobre isso. Rótulos e amizades coloridas. Funcionam? Não funcionam? O que acontece?

5 comentários:

Isabela Bonfim disse...

Tati, também penso muito nisso dos rótulos e não é só em relação a relacionamentos, não. Parece que o ser humano tem essa necessidade de rotular tudo...

Sobre amizades coloridas, eu acho que é algo complicado, pode acontecer dos dois se apaixonarem, mas tb pode acontecer de um se apaixonar e o outro não e o que era pra ser livre, sem compromissos, acaba com alguém machucado..

Beijinhoss

Jacqueline disse...

Nossa parece que isso foi dito pra mim. Realmente necessitamos de rótulos, toda vez que eu comecei a conhecer um rapaz e logo pressionei para tornarmos namorados não passava de 1 mês. Ao contrário daqueles que foi fluindo o relacionamento, com ficadas, saídas finais de semana, o comprometimento foi construindo aos poucos, sem obrigações. Na verdade não acho que relacionamentos precise durar anos, mas a intensidade a felicidade tem que ser maior que as incertezas e angústias!

Tati disse...

E não tem jeito, existe sim os rótulos!!

ai que bom que voltou com tudo para o blog, huhu, preciso me atualizar, vou ler tudo hoje hahaha
beijokas
Tati
www.phinerrima.blogspot.com

Oficina Chic disse...

Já passei por situações, e sou super a favor dos relacionamentos sem rótulos.. A base de tudo é a construção, e com o tempo vamos tendo certeza da pessoa que temos ao lado! Amizade colorida é demais, vi o filme, e fiquei desejando algo desse tipo para o meu momento hehe.. Cabeça pensante!! :)
Beijos, Gabi

Anônimo disse...

Oi Tati.
Eu acho que rótulos não funcionam, já amizades coloridas podem caminhar para um relacionamento mais sério ou não, depende da vontade dos dois no momento que alguém quiser mudar o "status" do relacionamento.
A vida é muito curta para ficarmos nos prendendo a rótulos, o melhor mesmo é deixar rolar.

Beijos
Grassiela