quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

As voltas que o mundo dá


É curioso como a vida dá voltas. E nessas voltas, vira e mexe a gente acaba esbarrando nas mesmas pessoas. Uma , duas, dez vezes. Podem passar dias, meses, anos...vira e mexe aparece sempre aquele “ser” que cruza o seu caminho. E aí que vocês colocam o papo em dia. E falam, como diz uma amiga querida, amenidades. E das amenidades passam a falar sobre a vida. E desse papo sobre a vida, saem outros tantos assuntos – interessantes ou não.

Comigo não é diferente (se fosse talvez eu não estaria aqui sentada escrevendo sobre isso). Também tenho uma pessoa que há três anos cruza o meu caminho de tempos em tempos. De formas inesperadamente divertidas, devo confessar. Divertidas porque já brigamos, já rimos, discutimos sobre trabalho e nos encontramos por conta de uma carona que nem tinha muita razão de ser. Essa pessoa talvez seja, pra mim, a personificação da DR (a “discussão da relação”) de tanto que já discutimos. Sempre por motivos fúteis. E talvez por isso seja tão divertido.

E por que eu estou escrevendo tudo isso? Porque ontem ele reapareceu. Assim, do nada. Quase tão inesperadamente quanto o nosso afastamento. E falamos por quase duas horas sobre a vida, sobre o passado. Nunca falamos de presente e futuro. Talvez porque a gente esteja esperando quando o mundo vai dar mais uma volta e colocar, de novo, um em contato com o outro.
Engraçado isso,né?

4 comentários:

Oficina Chic disse...

Essas situações são realmente engraçadas e curiosas!
Beijos, Gabi

Oficina Chic disse...

Essas situações são realmente engraçadas e curiosas!
Beijos, Gabi

Tati disse...

Hihihi éeee...coisas da vida!
beijos
Tati
www.phinerrima.blogspot.com

Fernanda disse...

Ai querida, eu vivo isso, existe um alguém que sempre torna, na verdade ele nunca vai... podia sumir de vez